Hi-TECH - 02/06 a 08/06/2021


Highlights da semana de 02/06 a 08 de junho de 2021.


Empresas AUTOAJUSTÁVEIS, profissionais AUTOGERENCIÁVEIS!


Já falamos sobre esses termos na semana passada, porém, novos artigos superinteressantes apareceram nessa semana trazendo à tona o tema novamente, agora com mais aprofundamento e outros contextos. Um tema como esse vale a pena ser repetido e estudado mais a fundo, pois será o responsável por mudanças substanciais no nosso modo de trabalhar e de viver.


Parafraseando a postagem da semana passada: "O mundo BANI precisa de AGILIDADE!". Para obter essa agilidade, segundo Stowe Boyd, as empresas precisam deixar os negócios baseados em CARGOS, para adotar os negócios baseados em PESSOAS. O equivalente a dizer que as empresas terão que migrar de uma estrutura PIRAMIDAL, para uma REDE de contatos.


As empresas baseadas em REDE, aquelas que no TechSocial apelidamos de AUTOAJUSTÁVEIS, são capazes de mudar a sua forma e suas interligações de seus nós dinamicamente. Isso permite obter flexibilidade para se adaptar ao contexto fluido imposto pelo mundo BANI.


Nesse novo formato, os nós da rede de contato são formados por profissionais ou grupos de profissionais, capazes de, autonomamente, tomar decisões para criar conexões e desfazer outras já existentes. Esse processo cria dinamicidade para adaptar continuamente os tipos de serviços e produtos ofertados pela rede (organização) como um todo.


Num AMBIENTE fluido, só ORGANIZAÇÕES fluidas conseguem a adaptabilidade necessária para viver bem. Pode-se usar a mesma conotação para saber qual o tipo de profissional que será capaz de viver bem...


Profissionais AUTOGERENCIÁVEIS!


A metodologia Startup YOU, desenvolvida no TechSocial, é um caminho seguro para atingir a necessária fluidez para ser reconhecido como um PROFISSIONAL autogerenciável.


O TechSocial, com seu conteúdo e serviços, pretende motivar as pessoas, independente de faixa etária e posicionamento na carreira, a encarar o desafio de sobreviver em um mundo BANI.


A função do Hilights é mostrar a transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade necessária para navegar no Ambiente 21 (A21 - Ambiente do Século 21), agregando os mais variados assuntos sob vários pontos de vista, para que você perceba as conexões que, muitas vezes, não estão muito a vista.


Vai ver... E começar a pensar de forma FLUIDA!


Depois que essa pandemia chegou, o que tem de gente procurando melhorar a saúde para poder viver mais e melhor não é brincadeira. Mudanças de hábitos que tem trazido ótimas oportunidades de negócio para o ambiente da alimentação rápida, prática e saudável. No mundo de hoje tudo é uma questão interdisciplinar, onde, com uma estrutura baseada em tecnologia, todos os mercados se juntam em uma aldeia global cujas fronteiras estão ruindo. Perceber essas nuances é fundamental para crescer e ter sucesso... Vai lá ver...


O mais recente que temos notícia foi a JBS. Mais um ataque de ransomware onde os hackers dominam as máquinas, criptografam os conteúdos, e fazem o sistema parar até que seja pago um resgate. O prejuízo, em determinadas situações, pode ser gigantesco, então vale a premissa: “melhor prevenir do que remediar”. Mas, parece que muitos ainda optam pelo caminho: “acontece com os outros, mas aqui não, o que tem de interessante aqui para um hacker?”. O negócio é simples assim: o ataque é feito por um conjunto de máquinas que fica varrendo a internet, procurando por vulnerabilidades, então, se tem vulnerabilidade, tem ataque. Seu negócio pode ser pequeno, mas para um bot que faz isso 24/7 no globo, juntando pequenas parcelas se chega rapidamente na casa dos milhões... De dólares... Vai lá ver e dar a devida importância...


Como a necessidade é a mãe da imaginação e criatividade, foi a pandemia chegar que paradigmas antes repelidos energicamente, se tornaram os únicos possíveis. Aí entra em jogo o “se, só tem tu, vai tu mesmo!” e a telemedicina começou a dar as caras no Brasil. Agora, assistimos a uma enxurrada de Healthtechs, trazendo inúmeras soluções que prometem movimentar o mercado. Nem tudo são flores e muita coisa precisa ser feita, treinamento, sistemas de segurança (vide postagem anterior), averiguação de limites aceitáveis, acesso à internet, entre vários outros. Mas, é muito legal ver um rebuliço desse num mercado tão habituado às tradições... Vai lá ver...


TOP1

Profissional AUTOGERENCIÁVEL?

O profissional do mundo BANI é muito diferente do que conhecemos hoje!


Em recente postagem no blog da TechSocial, falei sobre as empresas AUTOAJUSTÁVEIS que precisam de pessoas AUTOGERENCIÁVEIS. Esse tipo de empresa é a que tem chance de viver bem no ambiente de negócios atual. Pessoas autogerenciáveis são aquelas capazes de gerenciarem a si mesmos, sua emoção e razão, em prol de um desempenho superior em todas as situações. Elas formam as empresas autogerenciáveis. Huau!! São super-homens? De jeito nenhum! Apenas pessoas capazes de se conhecer tão intimamente, a ponto de saber seus pontos fortes e fracos e gerenciar seu estado, para que possam ficar sempre na melhor situação possível quando as coisas acontecem, especialmente as não previstas. Isso significa que é uma pessoa de posse de EQUILÍBRIO e de LIBERDADE! Significa que essa pessoa se tornou uma STARTUP YOU! As soft skills são a base para construir alguém assim... Vai lá ver...


Venho comentando frequentemente por aqui e nos demais canais do TechSocial o quanto é importante estar atento ao ESG. É um fator que está se tornando uma parte muito forte na decisão de compra e, como não é uma coisa a se adquirir e sim um processo a se fazer, é bom começar logo. Construir uma relação de confiança com o consumidor é uma tarefa longa e que exige tempo e muita transparência. Olha o exemplo da Sony com o seu mais novo console o PS5, um console amigo do ambiente... Vai lá ver...


Dar uma olhada na sopa de letrinhas que compõem o nosso ambiente de negócios é sempre bom. Como digo aos meus alunos: “não precisa decorar”, só precisa ter uma noção sobre o que está se falando e saber onde encontrar os detalhes sobre o assunto, caso seja necessário... Proliferam os adjetivos para definir os vários tipos de startups que vão surgindo. Essa proliferação é a prova de que o mundo BANI não é para amadores, é preciso estar preparado para mudar o tempo todo. Startup unicórnio, zebra, camelo, dragão... Vai lá ver que o zoológico vai aumentar...


A IA (Inteligência Artificial) virou hype e muitas empresas correram para ela como se fosse a salvação da pátria. Como tudo que é solução, o sucesso depende de PORQUE ela vai ser implementada e de COMO isso será feito. A colaboração entre homens e máquinas (como já reportado aqui há algum tempo) é o caminho ideal para um crescimento sustentável e de retorno significativo para todos. Esse “todos” inclui: consumidores, stakeholders, shareholders e trabalhadores. Um trabalhador em colaboração com uma máquina que o ajuda a realizar seu trabalho, se sente realizado e ajuda a IA a melhorar. Os professores humanos ainda são os melhores apoios para uma IA significativa para o negócio... Vai lá ver...


O mercado está complicado para todos, dos grandes aos pequenos. Nesse ambiente atual, o Ambiente 21, o timing é algo imprescindível aos negócios. A possibilidade de estar a um simples click de distância nunca foi tão real quanto agora. O que o HBO+ vai conseguir é uma incógnita bem interessante para se avaliar e acompanhar. Decerto que não haveria momento mais tumultuado para ele aparecer por aqui. Fica de olho no timing do seu negócio... Vai lá ver, que mesmo os grandes têm problemas...


As 4 habilidades que o programa dos EUA definiu como base para todo adolescente americano saber ao terminar o k12 (equivalente ao nosso Ensino Médio) formam o 4Cs: “Communication”, “Collaboration”, “Creativity” e “Critical Thinking”. Ou seja, a comunicação é habilidade primordial para se viver, sobreviver e pleitear uma probabilidade de sucesso no ambiente do século 21 (A21). Sem ela não há a menor condição... Vai lá ver como melhorar a sua comunicação...


O TechZap é uma forma que o TechSocial achou para mostrar a você casos reais (quase sempre usando vídeos do TED), sobre o que achamos importante para criar pessoas capazes de viver e sobreviver no século 21 (Ambiente 21 - A21).⠀Nesse TechZAP de hoje, ligamos a nossa percepção no cenário em que temos NOVAS pessoas e NOVOS tempos. Novas pessoas, pois a pandemia mexeu com todos nós, e, novos tempos, pois ela também mudou a forma como vivemos e sobrevivemos. O tema é COLABORAÇÃO! Coisa que só existe porque nós, PESSOAS, existimos...⠀

Vai lá conferir e comentar...


Alinhado com o TechZAP postado logo antes, o Consumo Colaborativo vem ganhando força no rastro da ressignificação do “valor” das coisas (peças, no caso). Um novo caminho se abre para que o estilo e a sustentabilidade ganhem força, como valores maiores sobre fato de que a peça seja nova ou não. Uma ressignificação que vai ser levada a vários outros setores... Vai lá ver...


TOP2

Programação, a HABILIDADE do futuro!

Tecnologia virou base de TUDO. A programação virou base do NEGÓCIO.


Por isso dizemos que aprender a programar é uma habilidade para quem tem visão de futuro! Você vai precisar se tornar um exímio programador? NÃO! Mas saber os princípios de como isso funciona e de como as máquinas operam, colaboram e resolvem seus problemas é fundamental para gerenciar seu negócio, pois TODO negócio será um negócio de SOFTWARE! A TD (Transformação Digital) que tanto falamos, vem arrasando quarteirões, então, se prepara! ... Vai lá entender do que estou falando...


Da nossa coluna sobre Empreendedorismo Inovador, vem um novo artigo falando algo bem legal sobre os Marcos Legais. O "juridiquês" se juntando á burocracia para tornar o "feito no imperfeito"... Vai lá ler que vale a pena...


Em relação à postagem anterior, repito aqui um outro artigo da mesma coluna, falando sobre a visão Empreendedora Inovadora fazendo mudanças em TODAS as esferas da nossa vida. Na bola da vez, a tão tradicional dona do "juridiquês", a advocacia... Vai lá relembrar...


TOP3

Pareto é o CARA!

Usar a regra do 80/20 é uma "mão na roda" para mitigar os problemas.


A lei de Pareto é uma daquelas obviedades que insistimos em deixar na gaveta, porém, ela se revela um verdadeiro canivete suíço que nem o MacGyver dispensaria! Como diriam meus filhos, "se liga aí vein": você corrige 20% dos bugs dos seus sistemas e termina resolvendo 80% das reclamações de seus usuários! Como é que é? Pois é! A mãe estatística diz exatamente isso. O problema é achar esses tais 20% mais relevantes, mas usando técnicas simples de mapeamento ele estão na cara de todos e, na maioria das vezes, são os menos vistos rsrsrs... Dito isso, é só aplicar Pareto na cyber segurança que os resultados podem ser ótimos: 3 passos resolvem 80% das ameaças!!! ... Vai lá ver e acreditar...


Olha aí pessoal... Tem ConversaTECH novo na área... Vai lá conferir, comentar e compartilhar...


Uma coisa parece certa, pelo menos para mim, o mundo como está não dá para continuar! O globo inteiro ficou capitalista, mas, todos os indicadores nos mostram que esse estilo de vida não é sustentável. Isso é fato, então só nos resta aceitar e partir para inovar o formato desse sistema... Vai lá ver e comentar...


Criatividade e necessidade, quando andam juntas, podem gerar coisas fantásticas! Esse professor merece meu respeito e admiração. Aula com holografia e usando coisas do lixo nosso de cada dia para fazer, é algo fora de série... Vai lá ver...


TOP4

Empresas AUTOAJUSTÁVEIS?

Na realidade fluida do mundo BANI, as empresas achatam a hierarquia para FLUIR também.


Me surpreende o quanto são verdadeiras as palavras de Sócrates: “Quanto mais sei que sei, menos sei que sei”. Já tenho estudado o futuro do trabalho há algum tempo, mas sempre me deparo com coisas novas que, não são de fato novas, e eu não as havia visto. A bola da vez foi o Stowe Boyd! Em uma entrevista de 2013 (e em vários TED talks onde o mais novo é de 2015...) o cara vem falado das coisas mais atuais sobre o achatamento da pirâmide organizacional e de empresas “fluidas” (que aqui no TechSocial chamamos de AutoAjustáveis - AA) e sobre pessoas/profissionais AutoGerenciáveis (AG). São empresas que fazem, segundo as palavras do Boyd, a seguinte transição: “From ROLE based business to a PEOPLE based business”. Nada mais atual! ... Vai lá ver...

]

Completamente conectado com a “velha” entrevista do Boyd postada acima, um podcast de maio de 2021 do Adam Grant, falando sobre como tratar bem os colaboradores (incluindo o “pagar” generosamente) pode ser uma fonte de engajamento, que produz uma maior lucratividade no médio e longo prazo. O podcast conta com a participação do Ricardo Semler, da Semco, contando alguns cases reais que ele adotou, e cujos resultados são muito interessantes. Num mundo BANI, a adoção de um negócio baseado em PESSOAS parece ser um dos caminhos para a sobrevivência. Vale a pena testar... Vai lá ver...


TOP5

Um modelo ÁGIL para as empresas.

Um caminho inicial para ajudar na tarefa de tornar a empresa FLUIDA.


Fazer é bem mais difícil do que falar! Falar sobre agilidade empresarial e da autogestão de seu corpo de colaboradores, é algo relativamente fácil de fazer, porém implementar tal modelo mental (mindset), e fazer com que o resultado seja positivo é uma história bem diferente. Neste artigo, o Semco Style Institute, propõe o modelo BIGS. Uma abordagem inicial interessante das ideias para entender que sem confiança, transparência, autogestão e conjunto de regras contendo somente o estritamente necessário, não haverá possibilidade de uma gestão ágil ser implantada... Vai lá ver e comentar...


Realizar a TD (Transformação Digital) se tornou imperativo para os negócios no mundo BANI. É uma tarefa difícil para os médios e grandes players do mercado, imagine então como deve ser para os pequenos. Dicas de ferramentas gratuitas para ir tomando pé nas relações digitais são sempre muito bem-vindas... Vai lá ver...


Olha aí que o Oráculo de Omaha tá vindo com gosto para investir no Nubank. Muito bom para a startup e para o nosso país... Vai lá ver...


A força das crypto moedas, principalmente do blockchain e smartcontracts, são muito interessantes para um futuro inovador. Existe, porém, o problema da energia gasta na mineração que vai de encontro à temática do ESG que, parece, não estar para brincadeiras. A Ethereum já vem trabalhando numa nova versão onde o peso da mineração seja substancialmente reduzido. Agora a entrada do CEO do Tweeter na Bitcoin Clean Energy Initiative, iniciativa da sua startup de pagamentos, a Square, propõe usar energia solar para a mineração. Mais uma iniciativa em direção às bitcoins verdes... Vai lá pra ver...


Não é só usar que o problema está resolvido! Falta o conteúdo que só uma educação de qualidade seria capaz de produzir. No geral, o brasileiro médio, carece de instrução e conhecimento para praticar o processo de conectar as informações, cada vez mais abundantes, para gerar conceitos novos e úteis para si e para a sociedade... Vai lá ver...


E, por agora, é só! Um grande abraço e até a próxima semana...



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo