Hi-TECH - 04/08 a 10/08/2021


Highlights da semana de 04/08 a 10 de agosto de 2021.


Seção TEMA da semana:


A humanização das relações de trabalho no Ambiente do século 21. O que o mercado espera dos jovens Z e Alpha?


Olhando o quadro das gerações na Figura 1, temos uma ideia das idades que estamos abordando. Embora as fronteiras não sejam unanimes, vamos considerar o dessa figura como sendo apenas uma referência.


Figura 1 (Fonte: https://bit.ly/3COs3KD)


Eu, como professor universitário há 27 anos, tenho mantido contato com vários indivíduos das gerações Y, Z e X. O que dizer das minhas experiências? A minha própria geração vem como sendo a segunda após os Baby boomers que sofreram bastante com a WWII. Por causa desse sofrimento, tivemos, em alguns aspectos, uma vida um pouco mais fácil, mas não foi moleza. Disso surgiram alguns pensamentos comuns aos pais de idade próxima à minha: quero ser um pai diferente para os meus rebentos do que o meu foi comigo. Acertamos? Acho que liberamos demais e erramos feio na maioria dos casos, pois criamos uma geração bem mais fraca em relação às demandas da vida. O que dizer então sobre as demais, Y e Z? Se os mais novos da Y e os Z estão sendo chamados de “geração de cristal”, acho que o nosso erro se perpetuou numa exponencial descendente.


O ambiente do século 21 trouxe uma série de inovações tecnológicas que beneficiaram várias áreas da pesquisa, incluindo a neurociência. A partir de novos equipamentos, que permitem ver o que nunca foi visto, estamos aprendendo como o nosso cérebro funciona na realidade nua e crua. Estamos corroborando uma série de resultados, antes baseados em análises comportamentais, de modo inequívoco. Chegamos à conclusão que, de fato, os nossos cérebros, com seus pensamentos e emoções, nos governam. Sendo assim, se a expectativa é criar grupos colaborativos baseados na criatividade, precisamos de um ambiente propício para isso. Ambiente esse, muito diferente do ambiente de trabalho do século 20. Não se fala mais em profissionais seguindo uma descrição de cargo, mas sim em profissionais autogerenciáveis trabalhando em organizações autoajustáveis. As mudanças se tornaram uma parte essencial do trabalho.


A mudança do ambiente de trabalho para um ambiente voltado para as necessidades do ser humano, não reduz em nada a necessidade de entrega de resultados. Por sinal, num contexto autogerenciável, as responsabilidades individuais são bem maiores. Existe a necessidade de lidar com o fracasso e de aprender com ele de forma rápida e segura, coisa em que a geração de cristal tem encontrado enormes dificuldades.


O que fazer? Infundir uma mudança cultural para essas novas gerações o mais rapidamente possível, pois os desafios são enormes. Temos que ensinar a eles, como tomarem as rédeas das suas vidas, mas como fazê-lo se muitos de nós também ainda estamos perdidos nesse quesito?


Que tal admitir isso e começarmos a estudar?


A metodologia Startup YOU, desenvolvida no TechSocial e trabalhada na Mentoria de mesmo nome, é um processo que oferece um ATALHO para a construção da sua Startup YOU.


O TechSocial, com seu conteúdo e serviços, pretende motivar as pessoas, independente de faixa etária e posicionamento na carreira, a encarar o desafio de sobreviver em um mundo BANI (Frágil, Ansioso, Não linear e Incompreensível.


A função do Hilights é mostrar a transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade necessária para navegar no Ambiente 21 (A21 - Ambiente do Século 21), agregando os mais variados assuntos sob vários pontos de vista, para que você perceba as conexões que, muitas vezes, não estão muito a vista.


Venha ver e... Startup-SE!


Seção 1000 Palavras:


Um ótimo exemplo para a nova disciplina que comentei ontem, a Engenharia da Experiência! Bananas em diferentes estágios de amadurecimento para vc comer durante vários dias sem perder nenhuma...

Brincadeirinha com o pessoal que trabalha com IoT...

Informação nova para ser analisada é o que não falta. O principal é descartar em primeira mão tudo o que é irrelevante...


Não faltam evidências da não linearidade do mundo em que vivemos...



O esporte sempre foi, e continuará sendo, uma vitrine do sucesso dos países envolvidos...


Interessante ver como nossas escolhas estão, na realidade, nas mãos de muito poucos...



Seção PERCEPÇÃO atenta:


Acabou de sair uma nova postagem da Coluna Empreendedorismo Inovador. O retorno aos escritórios para quem não faz parte das big techs. Vai lá dar uma olhada que tá massa...


TOP1

Produtos Inteligentes.

Os produtos, como o software, passam a ser atualizados constantemente via nuvem!


Tudo virou serviço! Acredito que você já tenha se deparado com alguma afirmação desse tipo, não? Pois é, se tudo está virando serviço, o que aconteceu (ou acontecerá!) com aquelas coisas que costumávamos chamar de produtos? Uma boa pergunta! Um livro que estou ouvindo (A arte de reinventar o produto - Eric Schaeffer e David Sovie), fala em uma mudança das grandes nesse segmento, devido à inteligência inserida nos mesmos. Com o advento da IoT e a consequente miniaturização dos componentes e aumento da capacidade de processamento, pode-se colocar muita coisa para rodar nos produtos, por menores e mais simples que eles sejam. Desse modo, um PRODUTO deixa de ser algo que, depois de comprado, permanece estático até a hora da reciclagem. Com o software embutido, o tal do produto, pode virar plataforma e precisará ser atualizado constantemente, para se adequar às novas necessidades do cliente. Por exemplo, os carros da Tesla estão interligados com o seu fabricante em tempo integral e, frequentemente, recebem atualização de software o que permite novos modos de uso ou mesmo novas funcionalidades. Produtos assim são muito legais, mas pensar em projetar produtos conectados é bem mais complicado. Nesse aspecto, nasce mais uma disciplina: a Engenharia da Experiência... Dá uma olhada...


O mantra que diz que o empreendedorismo é uma montanha-russa é sempre válido! Mesmo empreendedores experientes batem com a cara na porta em determinados cenários. Entender esses cenários, e manter a percepção alerta para não ser pego de surpresa por algo que já estava na história de alguém, é de fundamental importância. Tudo parecia muito massa, mas virou um monte de dívidas e uma baita frustração... O que aconteceu com a empresa das bicicletas e patinetes? Começaram como Yellow e Green, depois se fundiram na Grow e... Sumiram... Vai lá saber da história...


TOP2

E lá vem a CULTURA novamente!

Qualquer mudança passa pela mudança da cultura do indivíduo e do grupo a que ele pertence...


A força da cultura é muito poderosa. Para uma que uma mudança efetiva seja implementada é preciso que ela atinja a cultura do indivíduo ou grupo. Na opinião de Godin, a cultura muda quando há a fluência de dois fatores... Vai lá ver...


Recentemente falei por aqui sobre a colaboração homem-IA vai ser dominante nos cenários de trabalho do século XXI. Bem, um exemplo bem simples, mas que achei super legal, pois não consigo nem desenhar um gato usando dois círculos rsrs. Olha aí...


Uma ideia por si só não nos leva a lugar nenhum, fica apenas no campo do sonho. Precisa-se de uma atitude para dar vida à ideia, a atitude de começar. Mas, como começar? Simplesmente comece! Dê um passo para criar algo no mundo real, escreva um canvas da ideia... De ciclo em ciclo, sabe-se lá onde vai parar... Veja um exemplo...


Um mercado em franco crescimento. A NotCo acabou de mostrar que, a substituição da proteína é da gordura animal, é possível sem que tenhamos que mudar o nosso paladar tanto assim. Por aqui, tem gente fazendo o caminho "da terra ao pote" com muita chance de grande sucesso, usando o inhame como substituto ao leite... Vai lá conhecer que a terra aqui é brasileira...


TOP3

A EXPERIÊNCIA como o novo MKT!

Para 94% das pessoas, a experiência é o novo Marketing no Ambiente 21!


Venho falando bastante de "Experiência" como a base para criar conexão com o consumidor. Inclusive, falando sobre uma nova disciplina chamada Engenharia da Experiência. E tem por onde, pois, para 94% das pessoas, a experiência é o novo Marketing no Ambiente 21... Vai ver...


Pensando cá com os meus botões agora pela manhã, estava refletindo sobre a questão sensorial e o que chamamos de Engenharia da Experiência. Para uma experiência completa temos que criar um contexto sensorial que represente algo real para o usuário. Casualmente, pensei no clichê: "nunca julgue um livro pela capa". Em várias situações isso é correto, porém que dá satisfação pegar um livro com uma capa que faz sentido, isso dá, não é? Pois é, a capa tem que encaixar para uma experiência que leve ao engajamento. Algo que o Godin fala muito bem... Vai ver...


TOP4

Burnout?

Agora é a vez do Boreout, conhece?


O burnout se tornou o termo da moda, mas você sabia que existe o BOREOUT? É seu oposto, e pode trazer consequências similares se não observada adequadamente. O boreout se caracteriza por desinteresse, tédio, falta de propósito nas atividades que vc realiza... Vai lá ver...


TOP5

Viva as agendas diárias!

Não use as Listas de Tarefas!


Listas de tarefas (as to do lists) são boas como um arquivo de tudo aquilo que precisa ser feito, porém organizar o dia baseado nelas não é uma boa opção. Prefira definir uma agenda diária do que vc vai fazer, onde a escolha das atividades já leve em consideração o tempo envolvido em cada uma (com certa sobra...), a prioridade e um espaço para descansar, livre de aporrinhações. Isso te ajuda a quebrar o ciclo das distrações... Vai lá ver...


E, por agora, é só! Um grande abraço e até a próxima semana...




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo