Hi-TECH - 04/08 a 10/08/2021


Highlights da semana de 04/08 a 10 de agosto de 2021.


Seção TEMA da semana:


A humanização das relações de trabalho no Ambiente do século 21. O que o mercado espera dos jovens Z e Alpha?


Olhando o quadro das gerações na Figura 1, temos uma ideia das idades que estamos abordando. Embora as fronteiras não sejam unanimes, vamos considerar o dessa figura como sendo apenas uma referência.


Figura 1 (Fonte: https://bit.ly/3COs3KD)


Eu, como professor universitário há 27 anos, tenho mantido contato com vários indivíduos das gerações Y, Z e X. O que dizer das minhas experiências? A minha própria geração vem como sendo a segunda após os Baby boomers que sofreram bastante com a WWII. Por causa desse sofrimento, tivemos, em alguns aspectos, uma vida um pouco mais fácil, mas não foi moleza. Disso surgiram alguns pensamentos comuns aos pais de idade próxima à minha: quero ser um pai diferente para os meus rebentos do que o meu foi comigo. Acertamos? Acho que liberamos demais e erramos feio na maioria dos casos, pois criamos uma geração bem mais fraca em relação às demandas da vida. O que dizer então sobre as demais, Y e Z? Se os mais novos da Y e os Z estão sendo chamados de “geração de cristal”, acho que o nosso erro se perpetuou numa exponencial descendente.


O ambiente do século 21 trouxe uma série de inovações tecnológicas que beneficiaram várias áreas da pesquisa, incluindo a neurociência. A partir de novos equipamentos, que permitem ver o que nunca foi visto, estamos aprendendo como o nosso cérebro funciona na realidade nua e crua. Estamos corroborando uma série de resultados, antes baseados em análises comportamentais, de modo inequívoco. Chegamos à conclusão que, de fato, os nossos cérebros, com seus pensamentos e emoções, nos governam. Sendo assim, se a expectativa é criar grupos colaborativos baseados na criatividade, precisamos de um ambiente propício para isso. Ambiente esse, muito diferente do ambiente de trabalho do século 20. Não se fala mais em profissionais seguindo uma descrição de cargo, mas sim em profissionais autogerenciáveis trabalhando em organizações autoajustáveis. As mudanças se tornaram uma parte essencial do trabalho.


A mudança do ambiente de trabalho para um ambiente voltado para as necessidades do ser humano, não reduz em nada a necessidade de entrega de resultados. Por sinal, num contexto autogerenciável, as responsabilidades individuais são bem maiores. Existe a necessidade de lidar com o fracasso e de aprender com ele de forma rápida e segura, coisa em que a geração de cristal tem encontrado enormes dificuldades.


</