Hi-TECH - 09/06 a 15/06/2021


Highlights da semana de 09/06 a 15 de junho de 2021.


GOSTAR de trabalhar? que LOUCURA é essa?


Ao longo de muito tempo, os termos “trabalhar” e “estudar” significaram algo chato, realmente ruim de se fazer e, normalmente, obrigatório! A maioria de nós sempre viu esses termos como coisas a serem evitadas pois não geravam prazer. O prazer sempre esteve associado à diversão e ao ócio! Logo, ver que existiam pessoas que “gostavam” de trabalhar ou de estudar e que, para elas, essas coisas significavam ter prazer, ou seja, eram equivalentes à diversão ou ao ócio era algo paradoxal. Como assim? Essas pessoas eram sempre adjetivadas com termos jocosos pois eram completamente fora da curva. Termos como: nerd, CDF, freak, fora vários outros de menção mais complicada para este meio de comunicação rsrsrs.


Fala verdade, você deve lembrar de ter visto alguém sofrendo bullying (nome mais recente para a “perseguição” do passado...) sobre isso, não é? É mote para inúmeros filmes teen americanos rsrs. Se você foi uma dessas pessoas, não precisarei dizer para você lembrar, isso já deve ter vindo à sua mente instantaneamente, como veio para mim...


Enfim, algumas coisas ficaram evidentes com a pandemia (novamente, pois a história jogou essas coisas nas nossas caras repetidamente e nós não aprendemos...), e duas delas são: 1) só temos uma vida, e 2) ela é extremamente frágil.


Partindo desses dois pressupostos básicos e adicionando que passamos, em média, 90.000 horas “trabalhando/estudando” em nossas vidas [Marcelo Kazequer], surgem algumas reflexões impossíveis de serem evitadas.


Se você for como eu, e olha para esse montante absurdo de horas e pensa: tenho que fazer algo, então o TechSocial é o seu lugar. Tenho que buscar alternativas para trabalhar a minha percepção e o meu modelo mental para inserir diversão e ócio no meu trabalho atual, ou buscar outras formas onde eu, garantindo o meu sustento e o da minha família, possa simplesmente não jogar 90k horas de minha vida no infortúnio e na infelicidade.


Como fazer isso? Esse é o tema básico dos conteúdos que produzimos aqui. Acreditamos firmemente que um dos melhores caminhos seria a construção de uma Startup YOU, pois ela vai te dar a percepção e o modelo mental adequado, para encontrar as soluções ótimas para esse dilema do século 21...


A metodologia Startup YOU, desenvolvida no TechSocial, é um caminho seguro para atingir a necessária fluidez para ser reconhecido como um PROFISSIONAL autogerenciável.


O TechSocial, com seu conteúdo e serviços, pretende motivar as pessoas, independente de faixa etária e posicionamento na carreira, a encarar o desafio de sobreviver em um mundo BANI.


A função do Hilights é mostrar a transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade necessária para navegar no Ambiente 21 (A21 - Ambiente do Século 21), agregando os mais variados assuntos sob vários pontos de vista, para que você perceba as conexões que, muitas vezes, não estão muito a vista.


Vai ver... E começar a CONSTRUIR a sua Startp YOU!


Como diz o Jim Collins, para uma organização passar do bom para o excelente, precisa colocar os colaboradores certos, nos lugares certos no “bus” que caminha com todos. A contratação dos novos colaboradores não é uma tarefa fácil e, cada vez mais, precisa fazer da melhor maneira possível. Usar uma visão baseada nos conceitos vigentes no ambiente do século 21 é fundamental... Vai lá ver...


Sempre tentando conectar as postagens... Contratar as pessoas corretas é trabalhoso, porém não podemos esquecer do que vem depois: a manutenção. Manter os melhores talentos é uma tarefa cada vez mais dinâmica, nesse ambiente fluido em estamos inseridos. Dicas para esse fim são sempre boas... Vai lá ver...


TOP1

Trabalho Mínimo Viável?

Maior grau de autonomia, menos gerentes e cooperação sem coerção!


Um conceito prá lá de interessante: “Trabalho Mínimo Viável (MVW), significa operar com o maior grau de autonomia individual, o menor grau de sobrecarga gerencial e os mais altos níveis de cooperação sem coerção”. Se as organizações, para serem fluidas como o ambiente requer, precisam trabalhar baseadas em network e serem AUTOAJUSTÁVEIS, vão precisar ficar de olho em como operacionalizar esse conceito... Vai lá ver que é interessante...


Conectado com a postagem anterior, o exemplo da GumRoad é uma maneira muito interessante de ver implementado o conceito de trabalho mínimo viável, associado a outro que eles criaram: Cultura Mínima Viável... Vai lá ver que é mais interessante ainda...


Que as crypto moedas vieram para ficar eu tenho certeza de que é um fato. Agora, como elas vão se posicionar diante do mercado financeiro é uma questão completamente diferente. A adoção de uma moeda sem lastro, sem controle central e completamente distribuída em sua infra computacional, incorre em mudanças profundas no sistema financeiro atual. Uma guerra está sendo travada... Vai lá ver...


TOP2

Escritório no Pós Pandemia?

Um mix de casa e escritório!


Depois de conversarmos sobre o trabalho Mínimo Viável, o ambiente onde esses novos tipos de trabalhadores irão ficar, precisa ser alterado para refletir as mudanças que essas pessoas estão experimentando em si mesmas. O trabalho do Futuro (que já é agora...) precisa de um escritório do futuro... Vai lá ver como deverá ser...


Uma conta cara! A segurança de sistemas, muitas vezes desprezada por muitas empresas, pode custar realmente um valor muito alto. Não vi informações detalhadas do que aconteceu no caso da JBS, mas a conta foi cara... Vai lá ver...


Nos aproximamos ainda mais do contexto em que as pessoas/profissionais sejam vistas como empresas. Dessa forma, pessoas/profissionais possam se declarar superendividados e poder contar com um acompanhamento jurídico para que, junto com os credores, seja homologado um plano de recuperação. Esse é um passo importante para todos os consumidores... Vai lá ver...


“Zero desperdício, zero impacto, zero enrolação: esses são algumas reinvindicações da Geração Zero”. É a geração Z tomando um posicionamento que não pode ser ignorado pelo mercado. É uma geração em que o “remoto” faz parte da vida, pois já nasceram com esse conceito nas mãos. Entendê-los é uma necessidade para o sucesso a longo prazo... Vai lá ver...


Conectando com a postagem da Geração Z (Zero), nesses últimos meses o varejo teve que se reinventar de forma agressiva e os resultados apareceram. Agora, o desafio é não só se manter como expandir para novos territórios. Live commerce, Chat commerce, pagamentos instantâneos e outras tecnologias mostrando que as possibilidades de interação com o consumidor são múltiplas. Além do desafio da criatividade para a conexão, existe o desafio da entrega, o que está fazendo com que novas estratégias estejam em teste no momento... Vai lá ver...


TOP3

A FARRA dos preços subsidiados ACABOU!

Sem dinheiro para torrar, a sustentabilidade virou foco dos APPs!


A justiça financeira sendo feita... A realidade da sustentabilidade de um negócio, seja qual for ele, é dura, mas é a vida real que prevalece no final. O fim do dinheiro farto de investidores de antes da pandemia está fazendo com que, as nossas extravagâncias de poder pagar o andar de Uber pra cima e pra baixo sem nem sentir, ficar no passado. Ou seja, voltando à vida real, vamos ter que deixar o Uber par situações mais específicas. Muitos outros apps famosos, como o AirBnb, estão passando pelo mesmo processo... Quem aproveitou, aproveitou, quem não, não aproveita mais... Vai lá ver...


Para não deixar de falar das crypto moedas, olha a moeda do meme fazendo arte por aí... Vai lá ver...


Como dizem: não há um mal que não traga um bem... Quando somos expostos aos extremos, começamos a perceber a importância das pequenas coisas. São pequenas, sim, mas quando vão se juntando, podem realmente fazer a diferença na nossa vida. O sabor de um café, um final de tarde em paz, o encontro com um amigo, o prazer simples de andar por aí.... Enfim, perceber que são esses pequenos momentos os responsáveis pelo que chamamos de felicidade é fundamental... Vai lá ver que essa história é show...


O empreendedorismo em família pode ser uma ótima opção, desde que algumas dicas básicas sejam seguidas, e mantidas, desde o início... Vai lá ver que é interessante...


Se reinventar virou mantra nessa pandemia. Se o ambiente te dá limões, faça uma limonada. Não é fácil, mas, entre tentar e ficar esperando o mundo mudar, é melhor a primeira opção, pois a segunda dificilmente acontece na direção que vc quer... Vai lá ver esse exemplo e se inspirar...


Na conexão com a postagem anterior, essa não bem uma reinvenção, mas uma invenção inovadora, que tomou 3 anos de trabalho e 1,5mi em investimento. Mas, persistência bem direcionada mostra resultado... Vc já "comeu" um cafezinho? Pois é, um café em forma de bombom com um potencial enorme de mercado. Prestem atenção, no vídeo, ao cuidado com o ESG (já comentado em inúmeras postagens aqui no canal... Vai lá ver...


Tudo conectado, como o TechSocial gosta! Acabamos de falar que persistência bem direcionada termina mostrando resultados! Juntando isso com o CCP (consistência, coerência, persistência) que usamos aqui na Tech, vem esse vídeo fantástico... Veja...


Um interessante esforço para contornar o viés de preconceito do treinamento das IAs. Uma coisa para ficar de olho... Vai lá ver...


TOP4

O RETORNO ao trabalho, como será?

Muitas dúvidas e muitas empresas sem saber OUVIR os colaboradores!


“No momento, a maioria das organizações está focada nas horas, dias e local de trabalho - o que faz sentido, porque essa é a primeira camada de dúvidas que os funcionários têm sobre um eventual retorno”. Nesse novo contexto em que a vacina começa a ser disponível em quantidade compatível com um retorno sustentável aos encontres físicos no trabalho, começa a discussão sobre o COMO fazer isso. Esse artigo coloca uma reflexão importante a você leitor: qual seria a melhor solução para o tipo de trabalho a adotar, afinal as big techs, por exemplo, gastaram somas exorbitantes (ou ainda estão gastando...) na construção de escritórios verdadeiramente futurísticos. Mas, por outro lado, os contratantes precisam manter talentos sendo que muitos deles estão muito satisfeitos em trabalhar remotamente, enquanto outros nem tanto, então como atender a expectativas tão paradoxais? Acho que a prática da audição ativa é a resposta, mas muitos ainda não sabem o que é isso e desconhecem as consequências de não a praticar... Vai lá ver e se inteirar...


Continuando na mesma vibe da postagem anterior, o modo de trabalho é um aspecto da cultura empresarial. Nesse momento iniciasse uma guerra cultural nas empresas de trabalho remoto. Uma outra reflexão complementar à que foi levantada anteriormente... Vai lá ver que vale a pena...


TOP5

Faltou o tal do LPM?

Ler a P* do Manual é SEMPRE importante, então LEIA!


Uma hora em que tudo está na internet e que o atendimento humano fica em segundo lugar, a quem apelar quando se tem problemas? O jogo do Facebook está bem claro na sua Central de Ajuda que, pessoas como o Pedro Sobral, avisam repetidas vezes: é preciso ler a Central de Ajuda (de cabo a rabo...) até entender as regras do jogo que a plataforma disponibiliza. Isso fica parecendo com o tal do LPM (Leia a Por* do Manual) que o brasileiro raramente faz e, algumas vezes, paga o pato. Não sabemos quem está certo, se a mLabs ou o Face, mas o caso é que o usuário final é que se ferrou nesse meio. E, o diálogo parece ser coisa meio difícil de conseguir mesmo o pessoal da Stone (dona de 50% da mLabs) tendo acesso ao pessoal graúdo da Rede Social. Imagina aí, você ou eu, numa situação parecida... Então, minimize essa possibilidade lendo atentamente a tal da Central de Ajuda... Vai lá pra ver que é importante...


No mundo BANI o seu concorrente pode vir de qualquer lugar, pois as fronteiras entre os nichos de negócios estão cada vez mais tênues. A tecnologia, que hoje permeia TODOS os negócios, é a responsável por isso. Já ouviu falar em live-commerce? Olha a NetFlix entrando pro varejo... Vai lá ver...


Um verdadeiro apelo à SIMPLICIDADE! Interessante como coisas tão simples quanto umas camisetas podem fazer mais do que um programa inteiro de colaboração e engajamento... Vai lá ver...


Hoje é um tempo em que você "cria o emprego que você deseja"! Mas, para isso, você precisa ser um tipo de pessoa DIFERENTE daquela que sua cultura original criou. Você vai precisar MUDAR e aceitar que, muitas vezes, existirão falhas, várias delas catastróficas, então, é preciso CORAGEM para mudar. Você tem? ... Vai lá ver o que o Jeff Bezos diz...


Recentemente abordei aqui a questão do Direito ao Reparo. Na esteira da necessidade de renovação contínua dos produtos para manter os resultados em alta, a grande maioria dos fabricantes opta por dificultar o reparo como forma de criar obsolescência planejada. Isso só é bom para um lado da cadeia, deixando o consumidor e o ambiente a ver navios. Um começo para colocar essa discussão no mapa, é a aprovação da lei que garante esse direito no Estado de NY. Ainda falta sancionar, mas pode ser um estopim para que essa briga pegue fogo... Vai lá ver...


“Inovação não existe em segundo plano”. Inovação é um dever de quem quer se manter no ambiente do século 21, então é aceitar e partir para a implementação. Combinar burocracia de empresas hierárquicas, com a falta de regras necessárias para que a criatividade e o aprendizado possam fluir é muito complicado. Por isso, a inovação aberta tem atraído muitas empresas, porém, mesmo a integração de empresas hierarquizadas com startups não é tarefa das mais simples. A participação da alta direção é então fundamental para que a coisa ande e a empresa possa entender que falhar está na essência da inovação... Vai lá ver...


No mesmo barco da postagem anterior, a visão interessante de que: “A execução paga seu salário. A inovação paga sua aposentadoria”, chega à mesma conclusão que a inovação é um necessidade e não uma opção... Vai lá ver...


A questão do ESG (Ambiente, Sociedade e Governança) marcando cada vez mais presença para manter as empresas como amigas do ambiente perante os seus consumidores. A Unilever mostrando o seu trabalho e preocupação na redução do plástico em sua cadeia de produção, lança agora uma embalagem de papel... Vai lá ver...


A necessidade de manter sempre a mente aberta para mudança de paradigmas é fundamental para encontrar soluções criativas e inovadoras. No caso desse problema, a solução mostrou que a causa era o oposto do que sempre foi pensado. É nessas horas que perguntas do tipo “e se?” fazem a diferença... Vai lá ver que é interessante...


E, por agora, é só! Um grande abraço e até a próxima semana...

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo