Hi-TECH - 14/04 a 20/04/2021


Highlights da semana de 14 a 20 de abril de 2021.


"Não é sobre VOCÊ. É sobre os OUTROS! De tanto ser repetido, esse mantra acabou se transformando no lema do TechSocial.


O OUTRO é um personagem que antes tratávamos como clichê e, hoje, se tornou o centro das atenções. Com o empoderamento das pessoas trazido pelas redes sociais, o consumidor ficou muito poderoso e muito rapidamente. Com essa nova possibilidade de comunicação, as pessoas ganharam o poder de construir ou destruir reputações num piscar de olhos. Obviamente, seria necessário sempre ter em mente o alerta do tio do Homem Aranha: "com grandes poderes vêm grandes REPONSABILIDADES"! Feito o disclaimer, como o foco da conversa não é essa responsabilidade, as redes deram aos usuários, consumidores, cliente, ou qualquer que seja a nomenclatura, a oportunidade de ser capaz de opinar sobre produtos/serviços e de avaliar o que, para ele é bom ou não é. Dessa forma, o OUTRO é agora a figura central e precisa ser tratada como tal e deixar de ser um simples clichê se você quer obter sucesso.


Agora o óbvio se tornou essencial: trate o OUTRO com RESPEITO! Uma obviedade que, como dizemos por aqui, temos que tirar da gaveta, limpar o mofo e botar para rodar! Estranho isso, né? Esse comportamento deveria ser o normal, mas esse “normal” só se estabelece na "marra". Uma das coisas que as empresas estão tendo que entender rapidamente nessa pandemia...


Deixe o OUTRO confortável! Dê ao OUTRO uma jornada sem atrito! Faça a experiência do OUTRO inesquecível! Ouça o OUTRO! Resolva o problema do OUTRO!... Enfim, se você quer fazer de sua jornada um sucesso, leve os OUTROS com você! Como dizem (não sei a quem referenciar sobre a frase): "se você quer ir rápido, vá só. Se você quer ir longe vá com OUTROS!".


Por tanto, o TechSocial, com seu conteúdo e serviços, pretende motivar as pessoas, independente de faixa etária e posicionamento na carreira, a encarar o desafio de um mundo BANI sabendo que os acontecimentos a sua volta não são sobre VOCÊ, mas sim, sobre os OUTROS.


A função do Hilights é mostrar a transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade necessária para navegar no Ambiente 21 (A21 - Ambiente do Século 21), agregando os mais variados assuntos sob vários pontos de vista, para que você perceba as conexões que, muitas vezes, não estão muito a vista.


Vai ver... E AGIR!


Olha o nióbio aparecendo novamente aí no pedaço. Esse elemento é crucial no desenvolvimento de ligas especiais de metal, com menor peso e maior resistência. Considerado estratégico, 98% das reservas do mundo estão aqui no Brasil e tem na startup brasileira CBMM, um dos principais pesquisadores de inovação com esse material... Vai ver...


Na vida atual nos tornamos dependentes dos APPs. São usados para quase tudo o que fazemos em nossos dispositivos móveis já que, telefonar, virou atividade secundária num telefone celular da atualidade rsrs. Estar atento à origem desses APPs, especialmente no Android, que é um ecossistema “aberto”, é fundamental. A loja do próprio Google já apresentou problemas, agora é a vez de duas lojas alternativas também entrarem no bolo... Vai ver, e se proteger...


A possibilidade de comunicação sem fio com uma enorme banda de passagem (enorme quantidade de informação sendo transmitida em tempos ínfimos) que o 5G possibilita, permite a imaginação voar longe na criação de novos serviços e produtos... Veja...


Vários especialistas afirmam que a nossa vivência com máscaras protetoras vai ser uma constante daqui para a frente. Já que é para usar o tempo todo, algumas novas ideias de como produzir esse apetrecho tornando-o parte integrante dos estilos pessoais de vestimenta têm aparecido... Vale a pena ver...


TOP1

Não é de hoje que o TechSocial fala da habilidade de percepção do seu meio deve trabalhar em conjunto com a habilidade de analisar cenários. A percepção se encarrega de ver fatos, dados e informações e, a análise de cenários, se liga em analisar essas informações para entender as ameaças e oportunidades que o ambiente nos traz. Por isso que, além de aprender programação, os profissionais precisam aprender as bases da análise de dados... Veja que vale a pena...


Legal quando se pode dizer o bordão: “a vida imita a arte”. A série o Gambito da Rainha que, aqui no Brasil, foi veiculada pela Netflix, mostra a dificuldade que as mulheres encontram em serem consideradas e tratadas como seres humanos com as mesmas capacidades dos homens. A série é ficcional, mas tem alguém que imita essa ficção na vida real, cuja história vale a pena conhecer... Vai ver...


Rapaz, um dia desses eu vou acordar e estar com o crachá da Magalú no pescoço rsrsrs. Incrivél a visão dessa empresa que só cresce investindo pesado na Transformação Digital. Muito sucesso ao pessoal do Jovem Nerd!... Vai lá ver...


TOP2

Recentemente falei aqui sobre o desafio da instalação útil do 5G. O artigo a seguir mostra bem o tamanho do desafio que temos antes de poder dizer que "temos" 5G, pois antes disso precisamos dizer que "temos internet"... Vai ver para entender...


"Não é sobre você! É sobre os outros...". Lema do techSocial


Uma ferramenta que vem para revolucionar a criação de personagens humanos ultrarrealistas já está em pré-teste. Veja que o termo usado é “ultra” realista, ou seja, estamos diante do personagens que, como muitas vezes acontece nos filmes de live action, não sabemos se é uma pessoa ou um desenho digital. A ferramenta revoluciona pela facilidade e pela rapidez com que esses personagens podem ser criados, fazendo com que muitos desenvolvedores menores possam ter acesso a esse tipo de ferramenta... Vai lá ver...


TOP3

“... é necessário possuir habilidades e capacidades bem específicas, como a facilidade de acompanhar e desenvolver raciocínios lógicos, alto poder de abstração e conexão de ideias, afinidade com análise de dados e capacidade de compreender e criar processos eficientes, entre outros” (” Essential Skills” - Reynaldo Gama). Trecho do artigo a seguir sobre o apagão de profissionais de TI para o contexto pós-pandemia. Ou seja, criar esses profissionais é muito mais do que apenas embutir conhecimento técnico nas pessoas, é fazer com que essas pessoas desenvolvam os skills de “pessoas pensantes e com capacidade de criar e manter relacionamentos”, coisa que está cada vez mais difícil. Como repito aos meus alunos: a técnica todo mundo tem, pois está disponível aos montes na internet, mas as essential skills são uma história diferente, bem diferente... Vai ver que vale a pena...


Em se plantando tudo dá... Plantar trigo no Nordeste com recorde de produtividade? Pois é, a Embrapa acabou de mostrar que é possível. Importamos quase a totalidade do trigo que usamos, então é um enorme potencial de negócio e criação de riqueza para o NE... Vai lá ver...



Seja Simples, se complicar é porque, provavelmente, está errado... Veja...


Empoderar mulheres é fundamental para o desenvolvimento da diversidade que, por sua vez, é fundamental para trilharmos um caminho de sucesso nesse Ambiente BANI que é o nosso século 21. Um caminho para isso é o empreendedorismo, a inovação e a tecnologia... Vai ver que vale a pena...


Ver, ao vivo e em cores, o que andamos fazendo com o nosso planeta é bem interessante e educativo. Ao ver as imagens, nos damos conta de quanta coisa mudou em apenas 37 anos! Me deixou refletindo em como serão as novas transformações nos próximos anos, só pra ter uma ideia de como será o planeta que os meus netos terão... Vai lá pra ver...


Várias coisas eram tidas como verdadeiros absurdos antes dessa pandemia, trabalho remoto e telemedicina eram duas delas. Quando a realidade bate na porta dizendo que não tem outro jeito, as resistências ficam para depois. Quando se vê que 52% das pessoas do mundo (isso mesmo! No mundo...) já fizeram uma consulta virtual durante a pandemia, é que vemos a dimensão da coisa. Resolve todos os casos? CLARO que não, mas pode ser um apoio decisivo para atender mais e melhor... Vai lá pra entender...


De vez em quando falamos aqui das várias gerações que se encontram em atividade na atual conjuntura. As organizações precisam customizar os relacionamentos pois cada geração é fundamentalmente diferente, mas também precisa adotar medidas para reter os talentos da geração Z. Por sinal, essa geração tem uma relação com o trabalho muito diferente das anteriores, o que deixa muitos RHs mais tradicionais bem desconcertados... Vai ver...


Esse artigo está diretamente conectado com a dica de livro postada agora a pouco no Instagram do TechSocial (não deixa de ir lá ver...). No livro, a pesquisadora/autora mostra que a maneira como LIDAMOS com o mundo ao nosso redor é o fator que define se teremos sucesso ou não. Para enfrentar esse cansaço pandêmico é necessário adquirir a tal da Agilidade Emocional que o livro e esse artigo descrevem... Vai lá, e põe em prática...


Sempre "vivendo e aprendendo" com esse site fantástico...

O EFEITO DA DILUIÇÃO


Em grande parte da vida, estamos acostumados com a soma das coisas - você tem uma colher de sorvete? É provável que dois seja melhor. Comprando uma coisa? Obter outro de graça provavelmente é uma coisa boa. O efeito de diluição, entretanto, ilustra uma ação interessante de nosso cérebro ao avaliar nossas opções. Niro Sivanathan mostrou que, ao exibir possíveis efeitos colaterais das drogas, se você adicionar outro efeito colateral, um menor como "coceira nos pés", em vez do efeito colateral negativo extra aumentando nossa percepção geral do risco da droga ele realmente o baixou. Portanto, as pessoas considerariam um medicamento com efeitos colaterais - ataque cardíaco, derrame e coceira nos pés - como menos arriscado do que aquele com apenas ataque cardíaco e derrame.


Em outro experimento inteligente de Christopher Hsee na Universidade de Chicago, as pessoas estavam dispostas a pagar menos por um novo conjunto de louça quando o conjunto era realmente maior, mas também incluía alguns itens quebrados. Mesmo que um conjunto tivesse mais itens intactos, a presença de alguns itens quebrados diminuiu o valor percebido do conjunto.


E o mesmo pode ser verdade ao apresentar um argumento para persuadir alguém a ver nosso ponto de vista. Se você tiver 2 pontos fortes e 1 mais fraco, seu argumento pode ser enfraquecido com a adição de um ponto extra. Como explica Niro Sivanathan, professor associado de comportamento organizacional da London Business School: Os argumentos não batem. Eles estão fora da média.


Da próxima vez que você estiver apresentando seu caso, considere ater-se aos seus argumentos fortes.


TOP4

Na nossa coluna de Empreendedorismo Inovador segue uma interessante abordagem para inovar no uso da análise SWOT, agora chamada de FOFA Ágil (do acrônimo em português). Uma abordagem muito interessante para o uso (em conjunto com o Scrum) na sua Startup YOU... Vai ver e usar...


Citando o artigo da postagem anterior, "não faz mais sentido falar em velocidade da mudança, mas em sua aleatoriedade" (G. Brandão), o mundo BANI traz desafios enormes em termos da agilidade necessária para responder a tempo às necessidades do mercado. Então, "Comece pelo FIM", ou seja, entenda, PORFUNDAMENTE, o que seu cliente QUER e PRECISA para depois criar. Se fixe no PROPÓSITO de seu cliente... Vai lá para aprender...


Do lado dos empregadores: Melhoria de processos, automação inteligente, redução de escritórios físicos... Do lado dos empregados: flexibilização das horas trabalhadas, alternativas de planos de remuneração e benefícios, políticas de descanso, benefícios para bem estar emocional e físico... Ou seja, a mudança que a pandemia forçou vai continuar no pós pandemia. É hora de se preparar, pois a mudança não vai parar... Vai lá ver...


Considerando que os sinais de comunicação levam algo no entorno de 20 minutos para chegar na terra e outros tantos para voltar para Marte, o voo do Ingenuity é um feito marcante para a raça humana e a tecnologia que desenvolvemos. Ou seja, o cara dá um comando aqui, e só vai ver o resultado uns 40 min depois (rsrsrs), o controle está no passado em relação ao que vê em Marte, muito bizarro isso... Vai ver...


Lidar com o distanciamento é sempre muito difícil, mesmo quando estamos saudáveis e o único problema é a saudade. Imagine agora, estar sozinho e doente tão seriamente que a probabilidade de morte não só existe como não é pequena... Quando a contaminação é um problema, tanto para o paciente (nos casos de câncer) como para o visitante (como na Covid-19), a possibilidade de ter uma visita virtual não é um substituto, mas um complemento que ajuda muito. Um jeito muito legal de fazer isso dando a liberdade de movimento para o visitante, o que faz com que a visita pareça mais real do que realmente é... Vai ver e se encantar...


“Com pandemia, dinâmica de grupo para estágio migra para a internet”. E não foi só para os estagiários que a mudança aconteceu, foi para todos os profissionais. O processo de recrutamento, em geral, sofreu muitas mudanças nessa pandemia. Mudanças essas, que não vão sair de foco. Claro que a possibilidade de encontros presenciais não deixarão de retornar como uma parte essencial da contratação, principalmente para cargos de maior responsabilidade, porém, várias partes do processo se concentrarão em vídeo conferências, tanto pela facilidade/flexibilidade como pelos custos envolvidos para ambas as partes... Vai ver e perceber as mudanças...


TOP5

A história por si só já me comoveu pela sensibilidade e pelo lado lúdico dos sentimentos que alguns brinquedos despertam nas crianças que os possuem. É só lembrar de Toy Story, quem não? Eu ainda lembro do meu Forte Apache (é o novo!) e de alguns outros que foram marcantes. Aqueles que chega uma hora precisam ser passados para frente, mas você o faz tendo a esperança de que a nova criança cuide dele como você cuidou rsrsrs. Meu Forte estava na caixa original e com TODAS as peças! Porém, um outro lado da história me impressionou muito fortemente também: é possível viver de um trabalho assim? Sim, é! Isso mostra que é possível encontrar algo que nos faz bem e, além disso, nos dê a possibilidade de sobreviver com isso. Não é sempre, claro, mas é possível... Vai lá ver...


Essa é daquelas ideias que de tão simples nos faz dizer “porque não pensamos nisso antes” (isso consta até no próprio vídeo). Estou postando aqui para mostrar que ideias estapafúrdias, num primeiro momento, podem se revelar fantásticas depois. Por isso, não tenha medo das coisas que parecem idiotas, às vezes elas só parecem... Outra razão para a postagem, é para mostrar de onde os insights aparecem. Não se espera que olhar uma planta possa trazer alguma ideia brilhante, mas pode, né?... Vai lá ver e se divertir...


Lidar mal com dinheiro é uma característica cultural aqui no Brasil, mas sem dinheiro não há como alcançar uma vida bem vivida, então o negócio é aprender! Mais interessante seria colocar essa disciplina nas escolas para o contato com o letramento financeiro fosse naturalmente aprendido, mas até que isso se consolide, simplesmente estude e aprenda... Vai lá ver...


Entender como os algoritmos de IA funcionam, quais os dados que foram usados para o treinamento, e onde e como esses dados foram obtidos é uma questão muito importante. Em muitas situações, ao criar uma IA, o desenvolvedor não sabe com precisão qual o caminho de solução que vai ser adotado, e nem como exatamente ele vai evoluir ao longo do tempo. Dados enviesados produzem resultados enviesados. Se nossa cultura é enviesada os dados gerados por ela também o serão, logo, usar esses dados diretamente vai treinar a IA a repetir os nossos erros. Essa repetição será muito mais danosa, pois será escalável na mesma proporção do poder da tecnologia. Avaliar essas propostas com critério e cautela é essencial... Vai lá...


Se é difícil para nós adultos que podemos entender o que acontece a nossa volta com certa precisão, imagine como é complicada a situação atual para as crianças. Elas ainda não se desenvolveram completamente, por sinal, muitas estão em etapas cruciais para o desenvolvimento de habilidades que serão para o resto da vida. As crianças se adaptam com enorme rapidez, mas precisam de nosso suporte para superar toda essa insegurança e incoerência na qual estamos imersos. É nossa responsabilidade trabalhar por um ambiente o mais adequado possível para elas, pois a provisoriedade está cada vez mais apontando para uma condição normal... Vai ver...



E, por agora, é só! Um grande abraço e até a próxima semana...

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo