Hi-TECH - 24/04 a 04/05/2021


Highlights da semana de 28/04 a 04 de maio de 2021.


Não há como não falar, semana após semana, sobre questões que envolvem a pandemia. São tantas as histórias que surgem a cada dia, são milhares delas! Ao darmos nomes a essas histórias nos vemos representados, pois, afinal, são pessoas comuns como eu e você. Fico pensando nos mistérios que envolvem a probabilidade da próxima ser a minha, ou, a sua...


O que de fato define os valores dessas probabilidades é uma discussão filosófica que não tenho capacidade de levar adiante, pois é muito mais longa e profunda que as minhas vãs capacidades permitem argumentar. Para além do processo que gera a escolha dos protagonistas das futuras histórias, ficam os pensamentos e os sentimentos que afloram. Neles, tenho sentido a constância de dois pensamentos principais: a morte e o tempo!


A morte é algo inescapável, mas que habita o imaginário dos humanos desde a sua existência. Muitos a veem como algo natural que faz parte do ciclo da vida, mas outros, arrisco a dizer que em muito maior número que os anteriores, não veem nada de normal nela. Até mesmo pensar sobre ela parece anormal e de mau agouro. É como se, ao ignorá-la, ela desaparecesse! Mas, como um fato, ela não desaparece, então, pragmático que sou (engenheiro!!!), procuro pensar nela como um fato que acontecerá e para o qual eu preciso pensar além de mim. Sim, afinal, a grande maioria de nós está ligada a outras pessoas que, não só sentirão muito quando isso acontecer, como terão muito trabalho prático a realizar para encerrar a nossa existência legal perante a sociedade. Penso sempre em deixar a praticalidade da legalização da minha morte o mais fácil possível para os outros... Você já pensou nisso?


Pensar na morte nos leva, inexoravelmente, a pensar no tempo. Procuramos, a não ser em situações muito particulares, a não pensar muito na resposta à pergunta fatal: quanto tempo eu ainda tenho? Apenas sabemos que é finito e que usa uma escala logarítmica, ou seja, passa mais rápido (só a sensação é claro!) quanto mais velhos ficamos. Mais ou menos óbvio, né. Quando somos jovens, falta tanto ainda por viver que o tempo chega a ser tedioso, quanto mais velhos ficamos, menos tempo falta, mais raro fica, mais preciso! Afinal, se a morte é uma probabilidade, ao envelhecer temos aquela sensação de estar abusando da sorte...


Convido você para uma reflexão: O tempo é precioso em qualquer ponto da nossa vida, seja quando somos jovens ou mais velhos, então, levando em consideração o fator probabilístico que define o quanto temos ainda por viver, não seria PRECISO definir, URGENTEMENTE, como viver MELHOR?


A base para a Jornada para Viver Melhor se inicia por abrir a sua percepção e analisar os cenários que esse mundo BANI nos traz... É para isso que estamos aqui!

O TechSocial, com seu conteúdo e serviços, pretende motivar as pessoas, independente de faixa etária e posicionamento na carreira, a encarar o desafio de sobreviver em um mundo BANI.


A função do Hilights é mostrar a transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade necessária para navegar no Ambiente 21 (A21 - Ambiente do Século 21), agregando os mais variados assuntos sob vários pontos de vista, para que você perceba as conexões que, muitas vezes, não estão muito a vista.


Vai ver... E e REFLETIR!


Não faltam informações para afirmar que a economia digital disparou durante a pandemia, mas, um resultado palpável como esse, nos dá uma dimensão numérica da coisa. 40% do PIB Chinês é proveniente da economia digital!! Então, Transformação Digital e Inovação Aberta estão nos objetivos a serem alcançados com rapidez pelo mercado em geral... Vai lá ver...


TOP1

Para quem tem ao redor da minha idade, deve lembrar que havaianas era sinônimo de sandália básica de um só padrão de cor, que a gente colocava a sola para cima para parecer diferente. Quando a tira quebrava, o remendo era na base dos clips e do grampo. Estava nos pés de todo mundo, sem reconhecer profissão ou grau de escolaridade... Hoje se tornou uma marca multifacetada, sinônimo do jeito brasileiro de ser e objeto de desejo mundo a fora. Sempre fiquei admirado em como essa transformação foi feita. Hoje ela inova com a Lena, um bot atendendo o cliente com uma retenção de 86% e com uma economia de quase 100 mil horas de atendimento humano. Um dos fatores do sucesso foi o objetivo focado no atendimento e na experiência do cliente, o resto foi consequência... Vale a pena ver e seguir...


TOP2

O ESG está vindo para marcar presença e com força. Já comentei por aqui que deve ser visto do mesmo modo que a ISO9000 quando desembarcou por aqui, muitos achando que é moda e sem avaliar corretamente o que o consumidor tem em sua alça de mira. Pela pesquisa do artigo a seguir, tudo indica que a cobrança vai chegar e os custos de implementação não são baixos. O consumidor se mostra favorável a pagar mais por produtos sustentáveis, mas pesquisa é uma coisa e a prática é outra, então, se prepara que as organizações vão ter que arcar com a maior parte dos custos dessa jornada de implantação. Mundo BANI fazendo a lista de tarefas esticar... Vai lá ver...


Analisar tendências é importante e isso alguns de vocês já devem estar cansados de saber, pois batemos nisso o tempo todo por aqui! Abrir a sua percepção e analisar novos cenários é essencial. Um dos segmentos mais impactados pela pandemia foi o de alimentação, especialmente no que se refere a bares e restaurantes. A direção da evolução não mudou, mas como diz o artigo, a pandemia “forçou” o futuro. Como resultado muita gente fechou as portas, mas muitos outros se reposicionaram e/ou se reinventaram. O delivery passou a ser mandatório! Isso já era parte do “geralzão” dos negócios, mas teve que se tornar a “única” parte do dia pra noite. Não só se tornar a única parte, teve que vir atrelado há um conjunto de novas tecnologias para permitir maior rapidez e fluidez na jornada de compra do cliente. O atendimento presencial vai voltar, mas, com certeza, o conceito de Experiência do Cliente com o qual a maioria dos clientes se acostumou nessa pandemia não vai ser esquecido. Ou seja, cliente muito mais exigente e com acesso a muito mais informação digital na ponta do dedo, o que significa, retenção mais difícil... Mundo BANI nos fazendo viver no fio da navalha rsrsrs... Vai lá ver...


Conexão com o cliente... Será que O Boticário se conectou com essa cliente e com todas as outras mães que conheceram a história? Carta de próprio punho do fundador da marca contando um pouco do envolvimento pessoal com o produto... Uahu, isso é que eu chamo de estar antenado com o que acontece com os seus clientes e aproveitar a oportunidade de se tornar significativo na vida das pessoas. Aqui, não é bot nem IA, é pessoas mesmo... Vai ver...


TOP3

Philip Kotler é considerado por muitos o pai do marketing, então quando ele fala, ou escreve, é sempre bom estar atento. O conceito agora é o Marketing 5.0 lançado em seu mais recente livro Marketing 5.0: Technology for Humanity. Vale a pena dar uma olhada no artigo... Vai lá para se inteirar...


O que nos leva ao sucesso são as PERGUNTAS e não as respostas... Veja...


Duas provas de fogo em uma empresa só: trabalhar com motoristas registrados e usar o sentido de valor sobre o meio ambiente para convencer o usuário. Vamos ver o que a Revel apronta entrando no mercado da Uber e Lyft. A sustentabilidade do negócio é um desafio interessante. Eu, particularmente, acho que utilizando formas de gerência horizontalizadas, participação dos funcionários na empresa, em conjunto com um processo de contratação robusto pode dar resultado muito satisfatório. Mas, imaginar é uma coisa, rodar na prática é outra bem diferente... Vai lá ver e apostar...


Sustentabilidade ambiental tá sendo parte de uma boa quantidade de posts por aqui, né? Significa que está aparecendo de várias formas diferentes no radar da TechSocial. Se aparece muito, é sempre bom dar uma verificada, pois tem cara de poder ser importante! As pesquisas estão mostrando que é IMPORTANTE e não adianta só FALAR, tem que FAZER e escancarar a TRANSPARÊNCIA pro consumidor, funcionário, acionista e público realmente ACREDITAR... Afinal, quem “não deve não teme” ... Vai lá ver e entender...


Falar em UX é fácil, difícil é fazer e evoluir para deixar o usuário/consumidor/cliente cada vez mais confortável e com vontade de voltar pois lembra com prazer da experiência (CX). O que mais tem no mercado é app e site achando que faz um baita de um trabalho e é uma porcaria. Basta ver o site do Reclame Aqui pra saber quem são vários desses... A primeira dica é: CEO, vai lá usar o seu próprio site pra comprar e experimenta reclamar de algo sem dizer que você é o chefe... Dá um medão fazer isso, mas é o jeito de saber na pele o que seus usuários sentem... O artigo a seguir explica o que é UX, um pouco do CX e, o que NÃO é UX (talvez a parte mais importante) ... Vai lá que vale a pena...


Que o mundo é digital e que a tendência é só isso crescer cada vez mais, todo mundo já sabe. Já, aceitar as redes sociais como aliados no processo de marketing é algo que muita gente torce o nariz. Redes sociais, como tudo no mundo, tem coisas boas e coisas ruins. Se focarmos nas boas, é um ótimo espaço para a conexão das organizações com seus usuários e clientes. A pandemia nos forçou a novos conceitos de comunicação, então temos que nos adaptar aos novos tempos, no que, agora, chamam de social commerce... Vai ver...


Já ouviu falar de Cap Table? Pois é, esse mundo das startups sempre tem detalhes que são muito importantes e, às vezes, passam despercebidos. Além da ideia e do dinheiro, uma startup para ser bem-sucedida precisa de pessoas, sem elas não há negócio! Sócio devem ter muito claro quem é dono do que e como, no futuro, as opções de conversão de investidores vão significar para a empresa. Essa clareza é necessária não só para o dia a dia, como para a busca de novas rodadas de investimento... Vai ver...


ESG se mantendo nas notícias. O uso de plataformas para esclarecer o consumidor em como melhor utilizar os alimentos e evitar desperdícios, gera economia e melhora o meio ambiente. A empresa por trás dessas iniciativas ganha pontos na sua sustentabilidade e consumidores mais conscientes... Vai ver essa iniciativa...


Em tempos em que muitos IPO estão ocorrendo e a possibilidade de investir em empresas diretamente, não só usando ações, permite a criação de uma série de embustes prá lá de criativos. A criatividade reina tanto do lado dos inovadores disruptivos como do lado dos criminosos. O bom é sempre estar atento e ver se realmente os investimentos são, de fato, o que parecem ser... Vai lá ver...


Numa vida corrida como a que temos hoje, ter tudo num mesmo lugar parece ser um facilitador e tanto. É nisso que apostam essas empresas copiando o que deu certo na China... Veja...


Às vezes nos pegamos pensando que a grama do vizinho é mais verde, mas, na realidade, cada um de nós tem os seus próprios problemas para cuidar. Não imagino a vida de quem quer que seja, mesmo os mais ricos, livres de problemas. Acho que os problemas são inerentes à vida do ser humano e, se temos poucos, damos um jeito de aumentar rsrsrs... Só por ser judeu, vivendo na época em que viveu, já dava para imaginar que a vida de Einstein não foi fácil... Vai lá ver...


TOP4

Se autoconhecer é a base para a aquisição das Soft Skills. Essas habilidades se tornaram centrais nos processos de contratação de hoje (e continuarão a ser no futuro), pois o mundo BANI demanda pessoas com um comportamento hábil emocionalmente falando. Nesse mundo, se trabalha colaborativamente, se é autorresponsável com cada vez menos níveis hierárquicos, urge a necessidade da antifragilidade e a flexibilidade, em conjunto com a adaptabilidade, se tornaram as rainhas das habilidades... Vai ver e entender...


Em um momento ímpar da história, em que a fragilidade do homem como espécie foi colocada, com clareza, na mente de todos os moradores dessa “bolinha azul” vagante do universo, começamos a observar um pouco mais como tratamos a nossa casa. Não há outra saída, ou melhoramos a nossa relação com o meio ambiente como espécie, ou seja, como espécie humana sem considerar cor, raça, religião ou qualquer outra coisa, ou não teremos vida. Na crise, a consciência para o posicionamento ambiental de marcas se torna ponto chave no mercado... Vai ver...


Só para mostrar que esse negócio do ESG é sério, a BlackRock, maior gestora do mundo em ativos (+ de 9 trilhões de dólares), vem aumentando o peso da cobrança feita pelos acionistas de se voltar para organizações que realmente estejam em favor da sustentabilidade. Isso é dinheiro grande, a única coisa que realmente move montanhas... Vai ver e comprovar...


TOP5

Aproveitando a postagem sobre autoconhecimento e as soft skills feita anteriormente, segue um artigo muito interessante sobre como gerar CONFIANÇA! “Confiança é um verdadeiro lubrificante social, sem o qual não existiriam negócios nem colaboração”. Ou seja, não existe convívio social saudável sem confiança, assim, não há muito o que especular sobras as opções disponíveis, precisamos adotar comportamentos confiáveis. O problema é que esse tipo de comportamento não pode ser superficial, tem que ser entranhado na cultura do negócio, se não, não rola... Vai lá ver...


“Boa experiência é o novo marketing para 94% das pessoas”! Depois de um valor desse na pesquisa, todo negócio, principalmente as Startup YOUs, precisam focar em CX, UX e todos os outros Xs que fazem parte da Jornada do Cliente. É “sopa de letrinhas”, mas é onde o sucesso está, então... Vai lá ver e praticar...




O HERÓI da SUA vida é VOCÊ!

Você é o PROTAGONISTA principal da SUA JORNADA DO HERÓI! Essa JORNADA é explicada por Joseph Campbell, em seu famoso livro "O Herói de Mil Faces". Uma fantástica e imprescindível leitura para entender o nosso mundo atual (BANI).... Vai ver...


A IoT (Internet das Coisas) é uma maravilha quando se trata da propaganda das operadoras que oferecem o 5G, mas um terror quando olhamos isso do ponto de vista da segurança. A necessidade de unificar os vários padrões sob um conceito aberto e comum para que possamos controlar essa “borda” de novos dispositivos. É o que o IoT Edge se propõe a fazer... Vai lá ver que é importante...


O papel do varejo se tornando a cada dia mais complexo. Já deixou de ser um simples intermediador para se tornar um gestor de confiança junto ao consumidor. Confiança se gera com conexão, então o varejo, não só tem que estar onde o consumidor está, mas falar uma linguagem que gere entendimento profundo com ele. Segundo a pesquisa citada no artigo, 25% do peso da responsabilidade em fazer a diferença em limitar os danos ambientais está nas mãos dos consumidores e varejistas. Não dá pra dizer que não sabia e se eximir da responsa... Vai lá ver...


Depois de ler o livro Rápido e Devagar do Daniel Kahneman, tive um daqueles momentos de epifania em que você entende o porquê de determinadas coisas acontecerem... Depois que a gente entende tudo se torna óbvio... Nesse artigo, a neurociência, baseada nas imagens das ressonâncias magnéticas, consegue mostrar que realmente temos dois mundos. Citando o próprio artigo: não precisamos escolher lados, precisamos desenvolver ambos! O mundo BANI precisa de pessoas completas e não de apenas partes delas... Vai lá ver...


Antes, o conteúdo na internet era coisa de influencer, mas agora, tá virando meio de melhorar o posicionamento dos produtos, gerar conexão e confiança com o público-alvo. Me faz lembrar a época dos infomerciais que inundou os EUA nos anos 2000, e que chegou de forma menos vertiginosa por aqui. Gerar conteúdo relevante é sim uma forma de melhorar suas vendas, mas cuidado, precisa ser conteúdo BOM!... Vai lá entender...


Perceba o que muitos não percebem por se prenderem somente ao se vê!


E, por agora, é só! Um grande abraço e até a próxima semana...