Hi-TECH - 26/05 a 01/06/2021


Highlights da semana de 26/05 a 01 de junho de 2021.


Novas PESSOAS, novos TEMPOS!


A pandemia nos mostrou, de forma clara e inquestionável, o quão frágil o ser humano é. Diante da arrogância de sermos os dominadores do mundo e de possivelmente nos tornarmos uma nova espécie, o Homo Deus descrito pelo historiador Yuval Harari, tivemos que nos rebaixar a pobres mortais diante de duas coisas: 1) um vírus insignificante que desprezamos apesar de todos os avisos; e 2) da insensatez humana incapaz de assumir seus erros e rapidamente ir em busca da melhor solução.


De repente vimos que somos PESSOAS! Coisa antiga essa, né? Mas, começamos a ver que de nada adianta grandes mercados se o mundo pode ficar, de repente, sem ninguém! Começamos, nesse ponto de nossa história, a ver que o fator humano como RECURSSO não existe mais, já morreu, só não vê quem não quer. Mas, como assim? Temos robôs (tanto em software como em hardware) que substituem o tal do “recurso” humano nas tarefas repetitivas, sem o menor esforço e com um ganho em produtividade e redução de erros que é fantástico! Impossível de NÃO considerar... E o tal do humano com baixo grau de instrução? Uma polémica de Estado que já discutida a muito tempo e que os gestores atuais, até recentemente, empurravam para debaixo do tapete...


Mas o problema não aflige somente os humanos de baixa instrução, mas os de alta também! O mundo BANI (acrônimo em inglês para Frágil, Ansioso, Não linear e Incompreensível) precisa de AGILIDADE! Nesse novo contexto, as organizações hierarquizadas baseadas na pirâmide do poder, simplesmente NÃO respondem à altura, precisam MUDAR! Mudar para estruturas DISTRIBUIDAS, quase sem HIERARQUIA e REGRAS e, forçosamente, AUTOAJUSTÁVEIS... Como fazer isso? Com pessoas AUTOGERENCIÁVEIS!!!


Pessoas Autogerenciáveis? Como? Pessoas capazes de se gerenciarem por elas mesmas. Pessoas que sejam capazes de liderar e de serem lideradas e que, diante de um contexto de atuação, sejam capazes de tomar as próprias decisões, levando em consideração um processo colaborativo de trabalho e de geração de soluções.


Como crio pessoas AUTOGERENCIÁVEIS? Ensinando a elas a como serem uma Startup de si mesmo, a se tornarem uma STARTUP YOU!

Aqui, no TechSocial, ensinamos exatamente ISSO!


O TechSocial, com seu conteúdo e serviços, pretende motivar as pessoas, independente de faixa etária e posicionamento na carreira, a encarar o desafio de sobreviver em um mundo BANI.


A função do Hilights é mostrar a transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade necessária para navegar no Ambiente 21 (A21 - Ambiente do Século 21), agregando os mais variados assuntos sob vários pontos de vista, para que você perceba as conexões que, muitas vezes, não estão muito a vista.


Vai ver... E trabalhar nos NOVOS TEMPOS!


TOP1

Cadê o CONTEXTO?

Criar humanos com potencial custa MUITO caro. Estamos jogando fora OURO!


Nesse mundo BANI temos ouvido falar muito sobre a necessidade de CONTEXTO. Ou seja, fazer com que as pessoas entendam a razão para trabalharem no que trabalham é essencial para se possa chegar no tal FLOW de Mihaly Csikszentmihalyi, onde o ambiente é tão envolvente, que as pessoas perdem a noção de tempo dedicado ao trabalho. Num país sem uma liderança capaz e sem direcionamento único, cria-se um ambiente de bagunça. Não há quem dure trabalhando pesado num ambiente como esse. O resultado não poderia ser diferente: a fuga de capital humano para outros lugares. Refletir sobre o custo e o tempo necessário para o desenvolvimento de capital humano de qualidade é fundamental para entender o tamanho dessas perdas... Vai lá ver...


Já falamos sobre o problema no viés dos dados usados para treinar IAs em sistemas de reconhecimento. Se o nosso dia a dia, que gera os dados para o treinamento dos sistemas, possui o viés do preconceito, o software de inteligência treinado com esses dados terá, obrigatoriamente, o mesmo viés. Precisamos estar atentos à predictibilidade dos resultados desses algoritmos e não, simplesmente, acreditar neles de forma plácida e infalível. O que está descrito nesse artigo pode acontecer a qualquer um de nós e com uma probabilidade que eu colocaria como bem razoável hoje em dia. Só depende do seu nível de exposição aos serviços de vigilância. Do jeito que o número de câmeras cresce, essa probabilidade vai aumentar bastante... Vai lá ver...


TOP2

Papo de COACH?

O "PAPO" que vai definir se você PROSPERA ou FRACASSA!


O mote dessa semana no Hi-Tech foi: as FRONTEIRAS dos negócios. O que um técnico de vôlei teria a dizer ao mundo corporativo da Arezzo? Como não existem mais fronteiras, e o miolo de qualquer coisa é gente, esse “billion dollar coach” tem sim, MUITO o que dizer e ensinar. Com esse cara aí não dá para brincar como fazemos aqui no TechSocial sobre o tal “papo de coach”, com Bernardinho, o papo é sério e cheio de informações em qualquer tempo. Se os negócios perdem suas fronteiras, uma enorme quantidade de OPORTUNIDADES se abre para as Startups YOU que estejam preparadas para abraçar novos desafios... Vai lá ver...


Se o miolo de tudo é gente, o relacionamento é a pedra angular do sucesso de qualquer empreendimento, seja ele uma Startup YOU ou qualquer outro. Lembrando que, relacionamento, é algo que leve à criação de confiança, intimidade e parceria de forma verdadeira entre o negócio e que se envolve com ele. Sempre bom aprender sobre isso... Vai lá olhar...


Se tem uma coisa que está em crescimento constante e não tem nenhuma indicação de parar, é o mercado gamer. Não só o mercado de jogo em si, mas o de streaming de jogos... Veja...


TOP3

Negócios COM impacto!

A VISÃO que TODO negócio deve usar, se quiser SOBREVIVER!


Vendo a live do pessoal da Quero Dobra vi que nuances são muito importantes quando vêm à tona. Existem os negócios DE Impacto Social e os negócios COM Impacto Social. Uma sutil, porém, enorme diferença. É bom termos claramente o quem é quem para que possamos ter os VALORES corretos para espalhar por aí. Os negócios DE impacto, nasceram para resolver um problema do mundo na esfera social, os negócios COM impacto são negócios outros que se preocupam com ter valores associados ao BEM SOCIAL que se pode realizar a partir da existência da empresa e seus processos. Isso vai desde adotar práticas de ESG a estar de olho nas ODS. Muito massa ver esses tipos de negócios aparecendo e o TechSocial quer ser um deles... Vai lá ver...


Falar da live e não mostrar a origem do pensamento da postagem anterior não é justo, né? Segue aí o endereço para vocês verem, curtirem (eles merecem) e compartilhar. O canal deles é muito massa, com muito conteúdo gratuito para quem quer ter um negócio COM Impacto Social na veia... Vai lá ver que vale a pena...


TOP4

Você só tem UMA vida!

Trate de EQUILIBRAR o profissional e o pessoal se quiser VIVER!


Aqui no TechSocial costumamos dizer que NÃO existem 2 VIDAS (profissional/pessoal), só existe 1! E, essa que existe, é muito curta para ser desperdiçada com uma cabeça dura que não se abre para outras visões de mundo. Ou seja, ter mindset fixo é morrer ao nascer e se impedir de VIVER. O protagonista da SUA Jornada do Herói é VOCÊ! Ou se aceita isso, pegam-se a rédeas e começa-se a ter responsabilidade sobre as próprias decisões, ou vais ficar restrito às lamentações eternas que nada mudarão... Vai lá ver...


Novamente temos dois excelentes artigos sobre o mesmo aspecto crítico que está sendo jogado na nossa cara pela pandemia. Nada disso é novo, mas raramente ouvido, ou seja, é uma das obviedades de gaveta que tanto falamos por aqui. Lidar com a saúde mental é básico haja vista que, sem ela, VOCÊ não faz NADA que presta, muito menos trabalhar. Então, produtividade está diretamente ligada ao conceito de bem-estar mental (e social, obviamente...) e, não olhar para isso, é simplesmente jogar dinheiro fora. Já parou para pensar nisso?... Vai lá ver e refletir...


Segue aqui o segundo artigo interessante sobre a questão da saúde mental que o autor denomina de Estado de Languishing (tipo “definhando” ...) ... Vai lá ver...


Uma questão cultural que deve ser observada por todos os que atuam em diferentes pontos do globo. Pessoas são diferentes e consomem de forma diferente... Veja....



E a Amazon continua a crescer nos mais variados setores. Cada vez é mais difícil categorizar a varejista de tantos que são os setores em que atua. Um marco evidente do mercado multidisciplinar do mundo BANI... Veja....


Luiza Trajano, um nome que inspira respeito, pela pessoa e pelos resultados. Uma das empresas que mais cresceu no mundo e que tem como base o Brasil, um país que muitas vezes age como se fosse contra os empreendedores, é um feito para se marcar na história. O que se aprender com ela? Para mim, a primeira coisa é a postura e a atitude da pessoa! Isso é base para se estabelecer a conexão e a confiança entre o que é dito e o que é feito. Dos outros conselhos que o artigo comenta, resta dizer que é aquele conjunto de obviedades de gaveta (como falamos aqui no TechSocial) que, quem faz fica diferente, mas os outros não acreditam que seja só isso!!! Pois é, fazer o BÁSICO, lidar com GENTE, pode te levar a patamares inimagináveis e ainda, continuar OBVIO! ... Vai lá ver e comentar...


Perguntar NÃO ofende! Justamente, não só não ofende como é através das perguntas que crescemos e evoluímos. Estranhamente, o formato histórico de nossa educação, sempre nos levou a perseguir as respostas que os mestres queriam (e muitos ainda querem, infelizmente...) ouvir. Questionar é crescer! No conceito de TD, ou Transformação Digital, o que mais tem é o pessoal do “palco” falando besteira. A TD é 99% gente e 1% tecnologia! Desses 99% gente, me arrisco a dizer (empiricamente, ok?), que 99% são o tal de mindset! Palavra básica que a ironia brasileira relevou ao rol do que brincamos ser “papo de coach”. A brincadeira mais infeliz que qualquer CEO e CIO pode fazer! Se você não possui um mindset de crescimento, lamento dizer que, muito em breve, você será mais um desempregado ou falido sem destino na vida, vítima do mundo BANI... Vai lá ver e comentar. Concorda comigo? ...


Olha aí o nióbio brasileiro criando veículos inéditos por aqui... Um exemplo de tecnologia que pode trazer muitos benefícios no agronegócio, turismo entretenimento e muitos outros setores, e que, agora, tenta se validar como “valente” no próximo Rali dos Sertões... Vai lá ver...


TOP5

VOCÊ é EXPONENCIAL?

Se não, tá mais do que na hora de APRENDER!


O livro Organizações Exponenciais é de 2014, porém, muitas coisas que eles já viam há muito tempo, a aceleração pandêmica está colocando na frente de nossos narizes agora. As ExO (Exponentials Organizations) crescem exponencialmente, ou seja, na velocidade em que o mundo BANI nos colocou para rodar agora. Não dá mais para pensar em crescimento ou evolução LINEAR, agora temos que começar a colocar o nosso mindeset de crescimento para caminhar de forma EXPONENCIAL! Ou seja, não é só pensar em como fazer melhor, é como posso fazer 10x melhor. Você vai conseguir realmente colocar o 10x na prática? Muitas vezes não, até arrisco a dizer que na “maioria” das vezes não, MAS, o fato de você abrir a sua mente para realmente buscar o 10x, vai te habilitar a fazê-lo sempre que for possível e isso, é uma FORMIDÁVEL DIFERENÇA! Diferença para quem? Para você, sua organização e, principalmente, para os seus clientes e a comunidade que sua organização IMPACTA! Nós aqui no TechSocial, na próxima mentoria que sai em julho, vamos evoluir para as ExStartup YOU (Exponential Startup YOU)! ... Vai lá ver e participar da mentoria...


Usar o que já tem pronto e que já está nos celulares e computadores dos jovens parece ser uma ideia muito interessante. O negócio é extrair o pedagógico de forma atraente e realmente eficaz. Fiquei curioso! Já tentei usar o jogo Starcraft para ensinar Administração, copiando um professor da Universidade da Flórida. Afinal, TODOS os conceitos básicos da administração estão presentes, na “prática”, no jogo. Uma experiência bem interessante que esbarrou nos meios disponíveis para os alunos jogarem entre si (na época, acho que era 2010), e com a dificuldade de instalar o jogo no laboratório da Instituição (era de se esperar, né? Rsrsrs). Gostei da experiência, mas infelizmente, não tive como repetir o ciclo e evoluir... Vai lá ver essa boa ideia...


Relativizar as informações é um ótimo processo para identificar o valor real das coisas. Na imagem abaixo, podemos quantificar o significado da aquisição da MGM pela Amazon Prime diante do número de usuários das plataformas de streaming... Veja...


O 5G toma todos os palcos quando o assunto é aumento na capacidade de conexão com a internet, mas o WiFi é tão importante quanto, especialmente nesse contexto de home office em que estamos. Entender um pouco sobre os benefícios do novo padrão WiFi 6 é muito interessante para que vislumbremos o futuro breve das nossas redes domésticas... Vai lá ver que é importante...


Inovação pouca é besteira!!! Rsrsrs O negócio é extrapolar... Vocês lembram do Imax, o cinema de hiper, ultra, alta definição? Pois é, agora está caminhando para dentro das TVs para criar, em tempo real, imagens de ultra alta definição do conteúdo que está sendo transmitido. Qual a novidade? Afinal já faz tempo que se fala em TVs de 4k (e até de 8k) mas, o problema dessas TVs é que elas são, apenas, capazes de exibir um conteúdo que JÁ tenha sido renderizado e transmitido nessa definição, um conteúdo de qualidade inferior não é melhorado por elas. A ideia do Imax é receber um conteúdo em uma definição mais baixa e aumentar drasticamente a definição na TV do próprio cliente em tempo real... Vai lá que a ideia, se funcionar, é show...


Uma mudança sutil, mas com influências muito profundas. Tratar o envelhecimento como doença pode trazer marcos regulatórios e investimentos muito interessantes. Eu, nunca tinha pensado nesses termos e achei profundamente interessante... Vai dar uma olhada e comentar...


Quando se pensa em “valor”, vemos que a subjetividade reina. Determinadas coisas assumem valores dependendo dos sentimentos que evocam ao serem permeados pelos nossos sentidos, então, no fundo, o processo de valuation tem um forte fator emocional atrelado. Considerando a nova geração que adentra ao mercado de trabalho, a geração Z, o valor dado a questões de ESG é muito forte e com forte tendência de se tornarem mandatórios. Para essa geração, e parte das antigas conforme apontam as pesquisas, a branding valuation baseada em critérios como transparência, coerência, impacto, propósito e outros são o caminho... Vai lá ver...


Uma coisa ficou muito evidente para mim nessa pandemia: somos muito frágeis! Já sabemos disso e somo relembrados do fato sempre que nos deparamos com algum evento onde alguém conhecido falece. Sempre voltamos com frases do tipo: “para morrer, basta estar vivo”. Mas, enfrentando a prerrogativa de mortalidade em massa da espécie, terminamos sentindo o choque da morte muito mais perto e real. Se de vida só temos uma, começa a não fazer muito sentido o mote que vou aproveitá-la na velhice. Como assim? Com a pandemia, a noção probabilística da chegada à velhice está cada mais baixa, então, a sensação do ter que aproveitar o momento cresce. Aproveitar o momento significa que vida profissional e pessoal DEVE estar em equilíbrio. Aí, começam a fazer sentido a transparência, coerência, impacto, propósito que citei na postagem anterior como parte forte da minha jornada profissional. Quem já tem isso, se sente bem e, quem não tem, procura mudar para ter... Vai lá ver...


O símbolo de um tempo que passa e não voltará... Veja...


E, por agora, é só! Um grande abraço e até a próxima semana...


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo