O século 21 exige CLAREZA e PERCEPÇÃO para sobreviver!


Highlight da semana:


O século 21 exige CLAREZA e PERCEPÇÃO para sobreviver!


Já falei sobre CLAREZA na postagem da semana passada, mas vou voltar a ela colocando-a, agora, como base da sobrevivência no novo ambiente em que vivemos atualmente. No TechSocial chamamos de Ambiente 21 (Ambiente do Século 21) - A21 para resumir. São muitas as mudanças que aconteceram nesses pouco mais de 2 anos de pandemia. Pandemia que na realidade ainda não acabou tendo em vista que novas cepas virais ainda estão em circulação, mas isso é conversa para uma outra hora/foco.


De volta à CLAREZA, sigo apresentando a definição dessa palavra encontrada no Dicionário Online de Português: "Característica ou estado do que é claro; em que há excesso de luz; iluminado. Atributo daquilo que é inteligível; fácil de ser compreendido ou entendido; compreensível. Em que há transparência. Particularidade da visão que possibilita uma melhor distinção dos objetos. Qualidade da voz que se propaga com facilidade; timbre agradável. Facilidade para compreender; percepção aguçada; entendimento". Disso concluímos que, quanto mais complexo for o ambiente em que vivemos, de mais CLAREZA precisaremos para a reles sobrevivência de mercado. Comento aqui que se trata de "reles" mesmo, pois, com uma migração digital tão forte e tão rápida não há como escapar. Se guardador de carro tem PIX, o que pensar de um negócio estabelecido que não usa esse método de pagamento? O mesmo acontece para muitas outras questões digitais, como redes sociais, novas formas de pagamento e compartilhamento, logística de entrega, entre outros.


Ok. Questão da clareza explicado. Precisamos dela, ponto!


Agora é a vez da PERCEPÇÃO! Nós humanos contamos com 5 sentidos que são: visão, audição, tato, paladar e olfato. Muito se fala do tal 6° sentido, mas esse fica para a conhecida intuição, a qual é muito bem explicada no livro Blink de Malcolm Gladwell e que pode realmente fazer a diferença, mas que vamos deixar essa discussão para uma outra oportunidade. Vamos nos concentrar nos 5 sentidos básicos.


Uma pergunta intrigante: como sentimos o nosso ambiente? Afinal, quando observamos os órgãos associados a cada um dos sentidos, temos apenas artefatos biológicos que são sensíveis a determinados impulsos enviados pelo o que está do lado de fora do nosso corpo. Vejamos:

  • Olhos: captam os impulsos luminosos contidos no comprimento de onda entre 400 e 700 nm (nano metros) que é chamado de espectro de luz visível, conforme mostrado na figura abaixo.

Espectro de luz visível (Fonte)

  • Nariz: captam os impulsos relacionado a cheiros. Segundo pesquisa, o nariz humano pode diferenciar até um trilhão de odores.

  • Ouvidos: captam os impulsos sonoros do ambiente externo que estejam contidos entre as frequências de 20 Hz e 20.000 Hz.

  • Pele: capta os estímulos de contato. O maior órgão do corpo humano pode detectar, por exemplo, temperatura (calor ou frio), pressão e dor.

  • Língua: capta os impulsos relacionado ao gosto, por exemplo, amargo, doce, salgado e ácido através das papilas gustativas.

Os órgãos capturam os estímulos externos, os transformam em sinais nervosos que são enviados ao nosso cérebro, responsável pela interpretação destes sinais. Dito isso, nós vemos, cheiramos, ouvimos, sentimos (tato) e degustamos o que o nosso cérebro nos disser que é. Ou seja, é o nosso cérebro que "vê" o nosso ambiente externo e, é ele também o responsável pelos pensamentos, emoções e atitudes que os sinais nervosos vão desencadear.


Como cada cérebro é único, a maneira pela qual percebemos o nosso ambiente também é! Cada um de nós PERCEBE o ambiente de uma forma DIFERENTE! Como assim? Pois é, sabe aquele "papo de coach", que muitos acham ridículo, afirmando que é o seu modelo mental (mindset) o responsável pelo que você vê ao seu redor? Ele é a mais pura verdade! Seu cérebro, mais especificamente a sua mente, define o que e como o seu ambiente externo será percebido. Algumas pessoas verão oportunidades incríveis onde outros verão somente miséria e desespero...


Quando falei da PERCEPÇÃO como necessária à sobrevivência, me referi ao modelo mental que você usa. Assim, se você tem uma CULTURA ultrapassada, não será capaz de perceber muitas coisas que estão "bombando" ao seu redor. Nesse caso, você não vai perder o bonde, vai perder VÁRIOS bondes!


Note que a limitação cultural do seu interpretador de estímulos, a sua mente, se soma aos limites biológicos de cada um dos órgãos do nosso corpo. Por exemplo, só podemos visualizar um certo espectro dos comprimentos de onda da luz, e ouvir um certo espectro das frequências dos sons. Ou seja, a limitação cultural (os filtros aplicados pelas suas crenças) se soma às limitações biológicas dos sensores responsáveis pelos nossos sentidos. Se nossa ciência tivesse se mantido presa às culturas da antiguidade, jamais poderíamos ter construído o telescópio James Webb para estudar a luz infravermelho do espaço. Isso é o mesmo que dizer que a parte mais antiga do espaço não existe simplesmente porque nossos olhos não são capazes de vê-la. Do mesmo modo não aceitaríamos os raios X, pois, se não os vemos, não existem. Por aí vai...


A PERCEPÇÃO depende de uma adequação CULTURAL de nosso cérebro, para que os filtros de nossas crenças possam ser atualizados para sejam adequados ao novo ambiente do século 21.


Ok. Questão da percepção explicado. Precisamos dela, ponto!

Show, clareza e percepção são básicas para a sobrevivência, mas como posso tê-las AGORA, funcionando na minha vida, profissão ou negócio? Começando pelo CANVAS! Só que, ao invés do BMC - Business Model Canvas - que usei na postagem passada, o CANVAS YOU mostrado na figura abaixo. Esse canvas é o resultado do trabalho de Tim Clark.


Model Canvas YOU (Fonte)


Note que o BMC e o Canvas YOU são praticamente idênticos, só muda de quem é o "valor" que está no quadro central. Aqui, esse valor é o seu, seja para a sua vida pessoal, vida profissional ou quando você se torna uma empresa do tipo INDIVÍDUO S/A. Para cada papel interpretado no teatro da vida, preencha um canvas YOU diferente. Você verá que muitas coisas serão comuns e que esses canvas vão se entrelaçar. Faça o exercício da caneta e experimente o PODER DA ESCRITA (como diz a minha esposa Michele). Nem pense em olhar para a imagem acima e dizer que a preencheu em sua cabeça, senta a bunda na cadeira e ESCREVA! Use como guia a cartilha do Sebrae para te ajudar e entre em contato conosco caso tenha dúvidas.


Esse simples exercício, vai te dar CLAREZA e fazer com que a sua CULTURA vá se adequando às necessidades atuais, permitindo que a PERCEPÇÃO aflore. Ao seguir a cartilha, você será induzido a um processo de reflexão através de várias perguntas. Isso, forçosamente. vai fazer com que vários detalhes sobre você mesmo e seu ambiente externo apareçam e tenham que ser conectados. Quem são as pessoas que você ajuda, quem mais faz isso e de que forma, quais os problemas de outros que você resolve, como isso é feito, as pessoas atendidas estão ou não satisfeitas, como elas te encontram, como você as encontra, como é o relacionamento que se estabelece entre vocês, quem são seus parceiros e te ajudam, quais as atividades feitas e com que recursos isso acontece, quanto custa tudo isso, quanto se ganho com isso...


À medida que essas respostas são escritas (sempre acredite no poder da escrita!) mais detalhes serão necessários e você precisará de outras ferramentas como Canvas Proposta de Valor, Mapa de Empatia, Ikigai, o Design Thinking, e algumas outras...


Continuarei falando sobre esse exercício e ferramentas nas próximas postagens.


Um grande abraço.


O TechSocial, com seu conteúdo e serviços, pretende motivar as pessoas, independente de faixa etária e posicionamento na carreira, a encarar o desafio de sobreviver em um mundo BANI (Frágil, Ansioso, Não linear e Incompreensível).


A função do Highlight é mostrar a transdisciplinaridade e a interdisciplinaridade necessária para navegar no Ambiente do século 21 (A21), agregando os mais variados assuntos sob diversos pontos de vista, para que você perceba as conexões que, muitas vezes, não estão muito claras.


#StartupSE, #insPIREse! e #PenseVisualCANVAS




background_techsocial.jpg

Sejá notificado dos lançamentos das novas ConversasTECH! E também das novidades e necessidades no NOVO MUNDO!

Nos Siga nas redes sociais...

  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • Twitter
  • Preto Ícone RSS

Obrigado!