• Althierfson

Oportunidade no mercado de jogos eletrônicos

Evolução do mundo, evolução das máquinas, evolução da tecnologia, o mundo não para. A cada dia novas formas e ferramentas são desenvolvidas. Acompanhar essas mudanças é uma tarefa árdua e cada vez mais vemos máquinas tomarem nossos empregos.


Bem! Como culpar o patrão ou as máquinas nunca funciona, o ideal é buscar outro mercado, outro campo onde você possa colher frutos, e de preferência, onde uma máquina não possa substituir você, pelo menos por um bom tempo.


Agora, em qual campo um robô não atua (ainda…)? Isso mesmo, o da criatividade, o de pensar, de raciocinar, e alguns outros, no futuro (Na verdade agora!) serão essas as áreas "restantes" para nós humanos.


E um lugar onde tudo isso são as principais características é no mundo da arte, como música, pintura, cinema e jogos.


Talvez você nunca tenha parado para pensar nisso, mas jogos são um estilo de arte.


Pegue a arte de escrever, a de compor músicas, a de ilustrar, a de desenhar, a de arquitetar e uma mecânica de procedimentos, junte tudo isso a um sistema de interação homem-máquina e “Bam!!!”, você tem um jogo.


Os números não mentem.


Você talvez já saiba da grandeza do mercado de jogos. Talvez você faça alguns investimentos nele com um retorno de boas horas de diversão, ou talvez você só jogue casualmente investindo só nos que mais repercutem. O fato é: a indústria de jogos, hoje, é gigante.


Essa indústria já movimenta por ano mais dinheiro que a de música e filmes juntas. No ano de 2019 foram mais de US$120 bilhões apontam pesquisas, com o crescimento de 4% em comparação a o ano de 2018[1].


O Brasil movimenta US$15 bilhões, algo em torno de R$ 56 bilhões! pesquisas apontam a existência de aproximadamente 75,7 milhões de jogadores no país[2], e a PWC projetou um crescimento de 52% para a indústria até 2022 [3].


É claro que esses dados e toda essa movimentação financeira chamam a atenção das empresas, e também das pessoas que vem o mercado de jogos como uma oportunidade.


E onde tem dinheiro rolando tem gente olhando, principalmente quando há muita grana envolvida.


Empresas investem por ano milhões e milhões em jogos, alguns exemplos são [4]:

  • Activision que investiu US$ 500 milhões no jogo Destiny;

  • A RockStar com investimento de US$ 266 milhões no GTA V;

  • Call of Duty: Modern Warfare que teve o investimento de US$ 250 milhões também pela Activision;


Como essa indústria faz toda essa movimentação?


Esses valores expressivos vêm em grande maioria da distribuição dos jogos, só isso já movimenta dinheiro em campos como desenvolvimento, marketing e venda. Ainda há muita movimentação também na pós-venda, onde as empresas oferecem DLCs (downloadable content), Skins (Roupas), bônus ou algum outro tipo de vantagem nos jogos.


Aliás, muitas empresas lucram apenas com a pós-venda, oferecendo o jogo gratuitamente, como é caso de grandes jogos como League of Legends, Fortnite e Candy Crush Saga. Esses movimentaram respectivamente US$ 1.8 bilhões, US$ 1.5 bilhões e US$ 1.5 bilhões, no ano de 2019. [5]


Um subnicho desse mercado vem crescendo bastante, é o de eventos e competições, onde os jogadores competem para ganhar prêmios que, geralmente, são quantias em dinheiro e, podem acreditar, quase nunca é pouco. (dá uma olhada nas competições dos dois primeiros jogos citados acima).


Então, tem uma galera ganha por jogar jogos? Isso mesmo, são chamados E-Atletas, com direito a equipe de treinamento e tudo.


Há também a galera que joga e coloca o streaming do jogo na internet, geralmente no Youtube, ou fazendo live em sites apropriados.


Porque esse mercado pode ser uma opção para o futuro?


Como eu citei no começo do post, jogos são uma forma de arte.


A tecnologia segue evoluindo, as máquinas estão se mostrando melhores que os humanos em certas atividades, economizam tempo e dinheiro. As empresas estão trocando pessoas por máquinas.


Se você acha que está seguro quanto ao avanço da tecnologia preste atenção, se o seu trabalho envolve muita atividade mecânica e/ou repetitiva ele pode estar com os dias contados.


Para facilitar, aqui vai alguns exemplos de atividades e áreas que serão afetadas[6] [7].

  • Caixas de bancos e supermercados;

  • Operadores de telemarketing;

  • Agentes de correios;

  • Algumas áreas jurídicas;

  • Contadores;

  • Vendedores;


Se você está situado em um desses campos acima, “abra o olho”. Talvez seja um bom momento para olhar para outros horizontes. A idéia é ir em busca de profissões que exigiam principalmente a criatividade, o pensar, onde seja necessário a resolução de problemas, e claro, onde atividades mecânicas e repetitivas passem longe.


E é nesse ponto que o mundo dos jogos entra, pois o desenvolvimento desses produtos é em grande parte criativo.


Como disse, podemos ver os jogos como um conjunto de várias artes, e os computadores estão um pouco longe de ter aptidão para arte.


Finalizando


Como vimos, a indústria de jogos está crescendo e onde há crescimento há oportunidades. Vivendo em um país onde a crise apertou e continua apertando, uma boa estratégia é entrar em outros mercados que estejam em ascensão, e principalmente que aspirem continuar crescendo.


Certo! Mas como eu trabalho no mercado de jogos? Quais as habilidades necessárias? Quais os caminhos? Quais as profissões?


O mercado de jogos abrange uma imensidão de áreas como programação, arte visual, arte auditiva, roteiristas, experiência de usuário, marketing, testes, vendas e muitas outras.


Eu poderia falar delas aqui, mas isso vai ficar para outro post.


Meu objetivo aqui era fazer você leitor, olhar para esse mercado com mais carinho, e motivá-lo a ver as oportunidades que lá existem.


Em breve irei mostrar a você quais as profissões mais promissoras no mundo dos jogos e as habilidades necessárias para exercê-las. Por isso, não se esqueça de deixar seu email para não perder nem uma novidade.


Obrigado pelo seu tempo, e até a próxima!


Referências:

[1] Indústria de games movimentou mais de US$ 120 bilhões em 2019;

[2] Brasil é o 13º maior mercado de games do mundo e o maior da América Latina;

[3] Indústria de games cresce e se profissionaliza cada vez mais;

[4] Os 5 jogos mais caros já produzidos;

[5] Fortnite foi o game gratuito mais rentável de 2019, aponta pesquisa;

[6] 7 profissões que serão substituídas por máquinas;

[7] As primeiras 7 profissões que serão substituídas pela inteligência artificial;



0 visualização

Inscreva-se para receber a Newsletter do TechSocial

  • Branca ícone do YouTube
  • branco
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Tumblr
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco RSS Icon

© 2020 por TechSocial. Criado com Wix.com